Índice do artigo

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Governo decretou aumentos nos tarifários dos transportes públicos em 2,7% e 15% para bilhetes e passes sociais. A subida nos preços é uma das medidas previstas no compromisso de apoio económico e financeiro externo a Portugal.

Logo MinistérioDe acordo com o comunicado disponibilizado pelo Ministério da Economia e do Emprego (MEE), o Governo fixou em 15% aumento máximo médio nos preços dos títulos intermodais e combinados das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto. Este valor abrange ainda os aumentos dos títulos dos transportes rodoviários urbanos de Lisboa e do Porto, transportes ferroviários até 50 quilómetros e transportes fluviais.

O aumento médio previsto nos preços dos títulos relativos aos transportes colectivos rodoviários interurbanos de passageiros até 50 quilómetros foi fixado em 2,7%. O Governo prevê ainda a implementação, a partir de 1 de Setembro de 2011, de uma categoria de títulos de transporte a preços reduzidos para agregados familiares de menores rendimentos.

O comunicado do MEE realça que os preços dos transportes, que foram sofrendo desde há muitos anos aumentos inferiores à inflação, estão hoje muito abaixo dos custos efectivos das empresas na prestação do serviço público. A dívida das empresas públicas do sector dos transportes atinge os 16.800 milhões de euros.

Os encargos anuais com juros chegaram, em 2010, aos 590 milhões de euros, enquanto a soma dos prejuízos destas empresas transportadores atingiu, no mesmo ano, 940 milhões de euros.

Data: 25-07-2011

Fonte: Portais do Cidadão e da Empresa com MEE

4000 Caracteres remanescentes


O código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

Ana Pereira
1 dia 13 horas

Boa tarde, onde posso fazer uma queixa sem ser na policia de um mecânico de oficina pois o mesmo é um aldrabão sem escrúp ...

Francisco Pereira
3 dias 11 horas

O meu período de trabalho contractual é de 40 horas semanais das 09h30' ás 18h c/ uma hora p/ almoço, sou secretário e ...

Paulo Rodrigues
4 dias 4 horas

Trabalhei por turnos durante 12 anos, com as funções de electricista de manutenção industrial nível 2, recebendo sempre ...

Daniela Martins
4 dias 13 horas

Bom dia, A licença tem que incluir o dia do casamento, mas não é obrigatório que o dia do casamento seja o primeiro ou o ...

Manuel Freitas
5 dias 12 horas

Tem direito (mas não a obrigação, note) a faltar ao trabalho durante 15 dias consecutivos, incluindo o dia do casamento. E ...