Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Trabalhador (qualificado) e empregador podem chegar a acordo quanto à cessação do contrato de trabalho. Este modelo de rescisão contratual está previsto pelo código do trabalho em vigor, no seu artigo 349º e deve ser aplicado mediante determinadas condições. Veja quais neste artigo.

Subsídio de desemprego 2013 - Cessação de contrato por acordo - Decreto-Lei 13/2013

Condições de cessação de contrato de trabalho por acordo

O acordo deve ser um documento escrito e assinado por ambas as partes, ficando cada uma com um exemplar.

O acordo deve mencionar expressamente a data de celebração do mesmo e a de início da produção dos respetivos efeitos.

O acordo pode incluir outros efeitos que as partes podem acordar, de acordo com a lei.

Se for definida uma compensação pecuniária para o trabalhador (qualificado), entende-se que esta inclui os créditos vencidos à data da cessação do contrato ou exigíveis em virtude desta.

Mútuo acordo e direitos do trabalhador

As partes podem acordar uma compensação pecuniária ao trabalhador (qualificado) - pagamento de uma indemnização por despedimento - muito embora esta não seja obrigatória por lei.

O trabalhador (qualificado) dispõe de 7 dias a contar da data de assinatura do acordo para revogar o seu efeito (devefazê-lo por escrito).

O trabalhador (qualificado) que revogue o efeito do acordo no prazo referido em cima, e que tenha recebido uma compensação pecuniária, deve restituir a mesma na totalidade.

Mútuo acordo e subsídio de desemprego

O decreto-lei 13/2013 vem permitir que quem rescinda o seu contrato por mútuo acordo - trabalhadores qualificados - tenha direito a subsídio de desemprego sem que a empresa tenha de justificar o despedimento com extinção do posto de trabalho.

As empresas que despeçam um trabalhador (qualificado) por mútuo acordo e que não contratarem novos trabalhadores para substituir os trabalhadores despedidos no prazo de um mês após a assinatura do acordo, ficam obrigadas a pagar o subsídio de desemprego destes trabalhadores (qualificados) despedidos por mútuo acordo.

Minuta de mútuo acordo

O economias.pt/ propõe uma minuta de acordo de revogação de contrato por mútuo acordo a título meramente exemplificativo.

IMPORTANTE

Ver artigo Subsídio de desemprego 2013 - Cessação de contrato por acordo - Decreto-Lei 13/2013.

Kunena Avatar
Maria José Henriques
Esclarecimento
José Nogueira disse:
Não consigo perceber esta resposta aliando ao que está mencionado neste site com o seguinte:

Mútuo acordo e subsídio de desemprego
O decreto-lei 13/2013 vem permitir que quem rescinda o seu contrato por mútuo acordo - <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title=codigo do trabalho - em vigor com actualizacoes>trabalhadore s</a></strong> qualificados - tenha direito a subsídio de <strong><a href="http://sabiasque.pt/subsidio-de-desemprego.html" title="questões fundamentais sobre o subsídio de desemprego">desemprego</a></strong> sem que a empresa tenha de justificar o <strong><a href="http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/1970-novo-regime-de-compensacoes-no-despedimento-a-partir-1-outubro-2013.html" title="novo regime de compensações no despedimento a partir 1 outubro 2013">despedimento </a></strong> com extinção do posto de <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title="código do trabalho - em vigor com atualizações">trabalho</a></strong>.

As empresas que despeçam um <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title="código do trabalho - em vigor com atualizações">trabalhador</a></strong> (qualificado) por mútuo acordo e que não contratarem novos <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title=codigo do trabalho - em vigor com actualizacoes>trabalhadore s</a></strong> para substituir os <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title=codigo do trabalho - em vigor com actualizacoes>trabalhadore s</a></strong> despedidos no prazo de um mês após a assinatura do acordo, ficam obrigadas a pagar o subsídio de <strong><a href="http://sabiasque.pt/subsidio-de-desemprego.html" title="questões fundamentais sobre o subsídio de desemprego">desemprego</a></strong> destes <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title=codigo do trabalho - em vigor com actualizacoes>trabalhadore s</a></strong> (qualificados) despedidos por mútuo acordo.


Em que situações então isto acontece?

Eu sou subcontratado numa empresa cliente, no entanto nem eu nem a empresa estamos satisfeitos com o <strong><a href="http://sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html" title="código do trabalho - em vigor com atualizações">trabalho</a></strong>, pois não tenho conhecimentos técnico suficientes para a função. Eu estou efetivo na empresa que me contratou. Posso chegar a acordo para sair com direito ao Subs. <strong><a href="http://sabiasque.pt/subsidio-de-desemprego.html" title="questões fundamentais sobre o subsídio de Desemprego">Desemprego</a></strong>?

Kunena Avatar
Beatriz Madeira
Veja a informação em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/2483-rescisao-por-iniciativa-do-trabalhador.html
Kunena Avatar
José Nogueira
Subs Desemprego por mutuo acordo
Não consigo perceber algumas respostas aliando ao que está mencionado neste site com o seguinte:

Mútuo acordo e subsídio de desemprego
O decreto-lei 13/2013 vem permitir que quem rescinda o seu contrato por mútuo acordo - trabalhadores qualificados - tenha direito a subsídio de desemprego sem que a empresa tenha de justificar o despedimento com extinção do posto de trabalho.

As empresas que despeçam um trabalhador (qualificado) por mútuo acordo e que não contratarem novos trabalhadores para substituir os trabalhadores despedidos no prazo de um mês após a assinatura do acordo, ficam obrigadas a pagar o subsídio de desemprego destes trabalhadores (qualificados) despedidos por mútuo acordo.


Em que situações então isto acontece?

Eu sou subcontratado numa empresa cliente, no entanto nem eu nem a empresa estamos satisfeitos com o trabalho, pois não tenho conhecimentos técnico suficientes para a função. Eu estou efetivo na empresa que me contratou. Posso chegar a acordo para sair com direito ao Subs. Desemprego?

Kunena Avatar
Beatriz Madeira
Veja a informação em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/2483-rescisao-por-iniciativa-do-trabalhador.html
Kunena Avatar
jovana fernandes
Tenho um contrato sem termo e sou efetiva desde 2016. Estive de baixa desde 18 de fevereiro até 26 de outubro, onde meu médico me liberou com um relatorio a dizer que não posso trabalhar a noite por conta e tomar medicação. Meus patrões disseram que não podem me dar um horario diurno, tentei um acordo para ir para o desemprego e eles disseram que também não podem por não ser qualificada e me mandaram prolongar a baixa. Há outra coisa a fazer neste caso além de eu despedir me sem direito a fundo desemprego?
Kunena Avatar
Joel Gonçalves
Boas trabalho numa empresa a 12 anos ultimamente o chefe obrigame a trabalhar num serviço que eu quase nunca fis e amiasame com processo disciplinar eu já estou farto quero saber os meus direitos para vir embora. Obrigado
Boas quero saber os meus direitos
Kunena Avatar
dani santos
acordo
boa noite,fui despedido há cerca de 5 meses,na altura por desconhecimento meu fui pressionado e fiz um mutuo acordo com base na liquides da compensação onde menciona também que eu declaro disponibilidade para colaborar como testemunha caso seija preciso a nível judicial,a par deste acordo deram me também a carta para o desemprego declarada como extinção posto de trabalho,claro que já sei que fui enganado pois,mas a minha pergunta é que posso eu fazer se possível,e se esta ação ta prevista na lei,obrigado
Kunena Avatar
Kanina
Boa noite,

Estou efectivo à já 5 anos, neste momento a empresa pensar em despedir alguns colaboradores.
O problema é que eles não passam carta para o fundo desemprego, só tentam chegar acordo mútuo nunca dando também o que temos por direito. Já agora trabalho na área comercial.
O que aconselha?

Kunena Avatar
Faltas
Bom dia, eu passei para efectiva neste momento e dei uma falta, o meu patrão ameaçou me que me despedia que direitos tenho visto que sou efectiva. Pode ele mesmo me despedir sendo eu efectiva?
Kunena Avatar
Beatriz Madeira
Qualquer trabalhador em condição de efetivo pode ser despedido, desde que haja observação dos termos e condições legais. Mas uma falta, mesmo que injustificada, nem sequer constitui matéria para despedimento por justa causa...

Sempre que seja o empregador a despedir o trabalhador, seja por caducidade de contrato (a termo certo), seja por extinção de posto de trabalho (contratos sem termo), o trabalhador terá direito a indemnização e a requerer o subsídio de desemprego. A atribuição do subsídio depende do cumprimento das respetivas condições de atribuição (ver em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/1020-condicoes-de-atribuicao-de-subsidio-de-desemprego-desde-2012.html). Isto é verdade se não existir uma situação de despedimento com justa causa comprovada judicialmente.

Sobre direitos dos trabalhador em caso de despedimento com contrato de trabalho sem termo, ver informação em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/564-despedimento-de-trabalhador-com-contrato-de-trabalho-sem-termo.html

Sobre prazos de aviso prévio, ver informação em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/1847-prazos-de-aviso-previo-codigo-do-trabalho.html

Sobre contabilização de dias de férias, ver informação em http://sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos/1830-contabilizacao-de-dias-de-ferias.html

2000 Caracteres remanescentes


Destaques Agenda

Comentários Recentes

Kunena Avatar Diogo Vale
9 hours 27 minutes

Boa tarde Trabalhei o ano todo a ful time e em Maio mudei para part time. No enatnto só recebi 435€ de subsídio de féria ...

Kunena Avatar José Silva
2 days 2 hours

Animar seria iludir. A verdade pode magoar, mas nunca poderá ofender e nunca poderá insultar. Eu nunca iria contaminar um P ...

Kunena Avatar Ricardo Miguel
3 days 14 hours

(estou sem teclado PT) Ohh Jose Silva... Voce e tao motivador... Se esta assim tao convencido que as coisas funcionam desse m ...

Kunena Avatar Hugo
6 days 17 hours

No final de Junho trabalhei um domingo, tendo adquirido um dia para gozar na semana seguinte, tal como seria de esperar, mas ...

Kunena Avatar Eugénio Paixão
6 days 17 hours

Gostaria de saber se legalmente posso ter direito a folga semanal se iniciar período de férias em dia diferente de uma segu ...