Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

LIVRO I - Parte geral

TÍTULO II Contrato de trabalho

CAPÍTULO II - Prestação do trabalho

SECÇÃO I Local de trabalho

Artigo 194.º - Transferência de local de trabalho

Índice: Código do Trabalho (Online) em vigor desde 2009

1 — O empregador pode transferir o trabalhador para outro local de trabalho, temporária ou definitivamente, nas seguintes situações:

a) Em caso de mudança ou extinção, total ou parcial, do estabelecimento onde aquele presta serviço;

b) Quando outro motivo do interesse da empresa o exija e a transferência não implique prejuízo sério para o trabalhador.

2 — As partes podem alargar ou restringir o disposto no número anterior, mediante acordo que caduca ao fim de dois anos se não tiver sido aplicado.

3 — A transferência temporária não pode exceder seis meses, salvo por exigências imperiosas do funcionamento da empresa.

4 — O empregador deve custear as despesas do trabalhador decorrentes do acréscimo dos custos de deslocação e da mudança de residência ou, em caso de transferência temporária, de alojamento.

5 — No caso de transferência definitiva, o trabalhador pode resolver o contrato se tiver prejuízo sério, tendo direito à compensação prevista no artigo 366.

6 — O disposto nos números anteriores pode ser afastado por instrumento de regulamentação colectiva de trabalho.

7 — Constitui contra-ordenação grave a violação do disposto nos n.os 1 ou 4, no caso de transferência definitiva, e constitui contra-ordenação leve a violação do disposto no n.º 3.

Consulte

Histórico de alterações: Artigo 194.º - Transferência de local de trabalho

Índice: Código do Trabalho (Online) em vigor desde 2009

João
alimentação em viagem
Em trabalho, a minha empresa mandou me varias semanas para um outro pais europeu.
Pagaram alojamento a viagem, mas recusam se a pagar alimentação.

Sempre tive ideia de que a alimentação fazia parte das despesas de viagem pagas pela empresa (eventualmente com um limite..) , mas eles dizem que não.

Mesmo este artigo é bastante ambiguo, ja que apenas menciona "O empregador deve custear as despesas do trabalhador decorrentes do acréscimo dos custos de deslocação e da mudança de residência ou, em caso de transferência temporária, de alojamento."

Não menciona alimentação, sendo que a mesma pode não ser vista como um "acrescimo de custo" já que afinal em portugal tambem se come.
existe algum DL que explicitamente mencione a alimentação em viagem como despesa reembolsavel?


Débora
transferir avisando no proprio dia
Bom dia,
Na passada Quarta feira, depois do meu dia de folga, dirigi-me ao meu local de trabalho e fiquei à espera que o chefe de turno chegasse para que nos pudessemos ir fardar a começar a trabalhar, este quando chegou abordou-me e disse-me directamente que iria ser transferida para outra loja, na altura questionei se seria alguma brincadeira de mau gosto ao que este me virou as costas e foi abrir a loja, deixando-me ali à espera de justificações.
Qual o motivo, qual seria o horario, o que tinha sido combinado entre as gerentes, até quando.. etc, uma serie de perguntas que eu me questionei na altura, liguei para a gerente, mandei mensagem e nao obtive qualquer resposta. Fui buscar a minha farda e vim para casa. a meio do dia fiz uma nova tentativa de chamada e ela lá se dignou a atender. disse-lhe que nao tinha ido trabalhar porque as coisas tinham de ser avisadas com antecedencia, tenho horarios pra ir buscar a minha filha, horarios de transporte e nao sou nenhum animal para ser despachado dessa forma sem qualquer justificaçao. ela mandou me ir imediatamente para a loja onde tinha sido transferida e eu fui, falei com a gerente de lá e ela já tinha conhecimento da minha transferencia no dia anterior. todos sabiam... menos eu. Acabei por trabalhar o resto do dia. Quando saí a minha gerente ligou-me a avisar que iriam rescindir o meu contracto e me enviariam a carta para casa..
A minha questão é tendo em conta que estava no periodo experimental, eles podiam me transferir assim? como um animal? sem qualquer justificação?
Estando à espera da carta de rescisão de contracto da parte deles, teem que enviar o papel para ser entregue para o subsidio de desemprego?
Se tiver que me defender tenho esperança de pelo menos ter direito à carta para o desemprego?

Obrigada desde já a quem me conseguir ajudar.


Beatriz Madeira
As alterações àquilo que ficou escrito em contrato de trabalho não têm a ver com o facto de estar em período experimental e só podem ser feitas com o acordo entre as partes, ou seja, neste caso só poderiam mudar o seu posto de trabalho caso o contrato dissesse que o posto de trabalho não é fixo ou pode ser mudado quando o empregador quiser ou que é sujeito a alterações a qualquer momento. O contrato, neste caso, deveria indicar o prazo de aviso para proceder às alterações e avisar o trabalhador.

O empregador entrega "o papel para ser entregue para o subsidio de desemprego", o formulário sobre "Situação de desemprego" (formulário nr. 5044 da Seg. Social) por solicitação do trabalhador, ou seja, caso não lhe enviem o formulário, deve solicitar.

Este formulário é o que deve entregar à Seg. Social nos 90 dias seguintes à data do desemprego. Para saber se reúne as condições para ter direito ao subsídio de desemprego ver em https://sabiasque.pt/subsidio-de-desemprego.html

Antonio
Mobilidade condicionada
trabalho no HDS como A.Operacional numa área critica e essencial ao funcionamento de todo o B.O, urgências e especialidades.
Fiz o meu pedido de mobilidade na ACES leziria, por saber que se o metesse directamente na administração do HDS seria "esquecido" ou perdido, nunca me iriam dar a resposta!?
O que se passa e' que somos vitimas de Moobing constante por parte da Chefia, quero mudar para melhor.
Só que a resposta ao pedido de mobilidade, veio condicionada a substituição como e' habito, pois nunca entrara ninguém no serviço, a chefia faz tudo para que ninguém entre e seja substituído!
Pergunto, após a rececpcao da resposta condicionada, qual o prazo para a minha substituição, e se tenho de avisar a entidade onde estou cabimentado?
O que posso fazer para que a minha mobilidade seja feita, pois como exemplo tenho um colega que a 9 meses espera pela substituição que nunca apareceu?

A quem devo denunciar tudo isto?

Cumprimentos

Beatriz Madeira
A nossa sugestão é que fale/denuncie a situação na ACT (contactos em http://sabiasque.pt/familia/noticias/2352-denunciar-ou-apresentar-queixa.html).
suzana
transferencia
Vao me transferir do local onde eu trabalho e eu vou canhar pouco e gastar mas na disloucasao para outro local de trabalhoe eu quero saber o que eu posso fazer .

4000 Caracteres remanescentes


Código do Trabalho

Código do Trabalho

O código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

Maria João
5 dias 8 horas

Boa tarde, Vou apresentar a minha carta de demissão. Entrei em março de 2017 e neste momento já estou efetiva. Em 2017 go ...

custodia da conceicao nunes dos reis
7 dias 14 horas

Tenho a senha da segurança social bloqueda. Preciso urgente que seja desbloqueada, ou que me envieem outra senha.

Beatriz
10 dias 15 horas

Como posso pedir uma 2ª via do cartão Europeu de Saúde?

vania
11 dias 13 horas

Boa noite. Gostaria da vossa ajuda. fui despedida verbalmente. Não me deram quaisquer tipo de documento a informar do mesmo. ...

Vânia
11 dias 13 horas

Boa noite. Gostaria da vossa ajuda. fui despedida verbalmente. Não me deram quaisquer tipo de documento a informar do mesmo. ...