Novos Preços para a RNCCI fixados em DR

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Foi publicada em Diário da República (DR), a pdfPortaria n.º 326/2010, de 16 de Junho, que define os preços dos cuidados de saúde e de apoio social prestados nas unidades de internamento e ambulatório da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), a praticar no ano de 2010.

Apesar da alteração de preços a aplicar nas unidades de internamento e ambulatório da RNCCI, os encargos decorrentes da utilização de fraldas nas Unidades de Longa Duração e Manutenção da RNCCI podem ser comparticipados, nos termos a definir por despacho do Ministro do trabalho e da Solidariedade Social. A Portaria refere ainda que será suspensa a actualização de rendimentos.

Logo RNCCIOs Ministérios das Finanças e da Administração Pública, do trabalho e da Solidariedade Social e da Saúde acordaram ser impreterível tomar estas medidas devido à situação macroeconómica em que o país se encontra.

Data: 16-06-2010

Fonte: Portal do Cidadão com DR

Beatriz Madeira
Caro Manuel Gomes,

A situação que apresenta poderá ter algumas "soluções", na medida do possível e se ainda não explorou estas alternativas.

1. Falar com a assistente social do seu Centro de Saúde ou Unidade de Saúde Familiar para inscrever o seu filho na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) a fim de, se considerarem uma solução adequada, vir a integrá-lo numa unidade de internamento para que possa beneficiar do apoio social e de cuidados de saúde devidos.

2. Falar com a assistente social dos Serviços de Apoio Local da segurança social (acção social) da sua área de residência a fim de saber quais são e poder requerer (todos) os apoios sociais que um agregado familiar com um dependente com deficiência crónica tem direito, nomeadamente apoio para tratamentos (se existir alguma coisa neste sentido), seja para cuidados de saúde em equipamentos financiados pelo Estado ou recorrendo a serviços dos mesmos ou para apoios financeiros.

3. Falar com as assistentes sociais de instituições de apoio social da sua área de residência que prestam serviços subsidiados pelo Estado de apoio domiciliário ou em equipamentos próprios (lares ou unidades de cuidados continuados ou paliativos).

Os apoios são sempre prestados mediante candidatura, avaliação da situação concreta e das condições financeiras do agregado familiar. Coloque todas as suas dúvidas nos serviços que lhe indicamos. Procure sempre o apoio por via do tipo de necessidades de cuidados de saúde que o seu filho possa precisar (cuidados respiratórios, de mobilidade, etc.) e não pelo seu estado vegetativo. Procure saber se pode ser feita uma avaliação especializada (médico, enfermeiro e assistente social) da situação. Apenas a Segurança Social lhe poderá dar informações sobre apoios financeiros.

Ficamos ao dispor.
A equipa Sabias Que

manuel gomes
43
Boa tarde,tenho um filho num estado vegetativo e como devem imaginar requer muito trabalho e cuidados,gostaria de saber qual o apoioque me podem dar a nivel de fraldas
e medicação,cremes e tudo aquilo que necessecita para asua higiene diária,a minha esposa não trabalha.

4000 Caracteres remanescentes


Código do Trabalho

Código do Trabalho

O código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

Maria João
3 dias 18 horas

Boa tarde, Vou apresentar a minha carta de demissão. Entrei em março de 2017 e neste momento já estou efetiva. Em 2017 go ...

custodia da conceicao nunes dos reis
5 dias 23 horas

Tenho a senha da segurança social bloqueda. Preciso urgente que seja desbloqueada, ou que me envieem outra senha.

Beatriz
9 dias

Como posso pedir uma 2ª via do cartão Europeu de Saúde?

vania
9 dias 22 horas

Boa noite. Gostaria da vossa ajuda. fui despedida verbalmente. Não me deram quaisquer tipo de documento a informar do mesmo. ...

Vânia
9 dias 22 horas

Boa noite. Gostaria da vossa ajuda. fui despedida verbalmente. Não me deram quaisquer tipo de documento a informar do mesmo. ...