Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

TRIBUNAL CONSTITUCIONAL

Acórdão do Tribunal Constitucional n.º 574/2014

Processo n.º 818 14 Plenário

Relator: Conselheiro João Pedro Caupers

Acordam, em Plenário, no Tribunal Constitucional:

carla maria alexandre mina
corte de subsidio de turno no subsidio de natal
boa noite ----Ha 5 ou 6 anos retiraram me subsidioi de turno que eu ja recebia ha mais de 10 anos e nunca foi reposto.
penso que houve alteracao a certas coisas a contratos feitos apos 2012.....ate hoje repuseram feriados mas o subsidio de turno nao.
quero referir que o meu contrato e de 2001
grata

aguardo resposta pf

zita
Pedido de imformação
Boa noite.
Gostaria de saber se me podem elucidar. Sou doente oncológica com um impassividade permanente de 60%, já fiz varias cirurgias, estive praticamente 3 anos em baixa médica, não cheguei a atingir os 3 anos.
Julguei ser capaz de desempenhar as minhas funções, estou a trabalhar a 1 ano, com varias baixas médicas já pelo meio, pois torna-se impossível suportar a carga horária, a pesar dos relatórios médicos que tenho, A entidade patronal, não reduz as minhas funções em nada, alias fui a a medicina do trabalho fez a 4 de Setembro um ano, onde o relatório dizia que tinha de fazer pausa de 3 a 5 minutos de meia em meia hora,além de outras clausulas, relatório que nunca me veio ter as mãos, mas sei que a entidade patronal o tem em sua posse, eu nem uma cópia tenho, nem o patronato me informou de nada.
Pergunto o seguinte:
Será que tenho direito a pedir redução da carga horária, e se se sim se afecta em muita percentagem a minha remuneração, e onde me dirigir para fazer esse pedido.
Tenho direito a ter em minha posse o relatório dos médicos do Trabalho? se sim como pedir e a quem a entidade patronal, ou aos médicos do trabalho.
Desculpem mas se me puderem esclarecer o mais rápido possível agradecia, pois estou actualmente a terminar a minha baixa, e continuo sem capacidade para desempenhar as minhas funções.
Grata

Beatriz Madeira
Cara Zita, boa tarde.

No seu caso seria importante falar com a ACT - Autoridade para as Condições no Trabalho(1) de forma a poder completar a informação desta nossa resposta.

1. Poderá pedir a redução da carga horária diretamente ao empregador (perguntar na ACT como proceder). Isto afetará a sua remuneração na medida em que há uma redução de horas trabalhadas, havendo uma proporcional redução do montante da sua remuneração.

2. Em princípio teria direito ao relatório que refere, uma vez que, por norma, qualquer cidadão tem direito ao acesso a quaisquer que sejam os seus dados pessoais. O "como pedir e a quem" terá de perguntar na ACT.

(1) Contactos ACT:
1. Presencialmente nas Lojas do Cidadão (nem todas têm atendimento da ACT) - ver localidade/morada em http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/pt/lojacidadao
2. Presencialmente nos Centros Locais - ver serviços desconcentrados em http://www.act.gov.pt/(pt-PT)/SobreACT/Contactos/Paginas/default.aspx
3. Pelo número 707 228 448, nos dias úteis das 9h30-12h30 e das 14h00-17h30
5. Para assuntos sobre Saúde no Trabalho pela linha telefónica 213 308 700, nos dias úteis das 10h00-12h00 e das 14h30-16h30

zita
Agradecimento
obrigada pela resposta, assim farei

4000 Caracteres remanescentes


Comentários Recentes

Hugo Ferreira
1 day 21 hours

Foi pai dia 25/7/2018 tirei 15 dias de licença obrigatoria seguidos, mas no meu recibo de vencimento de julho descontaram-me ...

Filipe Manuel
2 days 19 hours

boa noite, gostaria de saber uma coisa. comecei a trabalhar a 11 de fevereiro deste ano e terminei (nao quis a renovação), ...

Vasile Popovici
3 days 4 hours

Eu acabei de receber uma carta, com o numero do processo. So que eu nao precebo porque eu tenho que pagar este valor.

Gabriela Guerreiro
3 days 8 hours

Gostaria de saber se há algum impedimento legal de realizar horas extraordinárias enquanto estiver com redução de horár ...

Valeria Marco
5 days 5 hours

Meu nome é Valeria Marco, 6 meses atrás, meu colapso de negócios, eu não tinha esperança de obter o meu negócio novamen ...