Prestação Social para a Inclusão

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Prestação Social para a Inclusão – criada pelo pdfDecreto-Lei 126-A/2017 de 6 Outubro – visa “melhorar a proteção social das pessoas com deficiência, promover o combate às situações de pobreza, fomentar a participação social e laboral e contribuir para autonomização das pessoas com deficiência.”.

O Governo cria a «Prestação Social para a Inclusão» como recurso para a inclusão social e melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência e para as suas famílias, gerando simplicidade e melhorando a eficácia pela agregação de prestações dispersas.

A Prestação Social para a Inclusão tem três componentes:

  • Componente “base” - substitui o subsídio mensal vitalício e a pensão social de invalidez, compensando os encargos gerais acrescidos que resultam da condição de deficiência, sendo também destinada aos demais cidadãos e cidadãs que requeiram a nova prestação e que cumpram as condições de atribuição.
  • Componente “complemento” - aplicável na eventualidade de carência ou insuficiência de recursos, constituindo um instrumento de combate à pobreza das pessoas com deficiência.
  • Componente “majoração” - visa substituir as prestações que, no atual regime de proteção na deficiência, se destinam a compensar encargos específicos acrescidos resultantes da deficiência (a regulamentar posteriormente).

A Prestação Social para a Inclusão tem uma implementação faseada:

  • 1ª fase – Proteção social das pessoas com deficiência em idade ativa, considerando a articulação das prestações com o exercício profissional, a acumulação da prestação com rendimentos próprios da pessoa e a articulação entre sistema de segurança social e sistema de benefícios fiscais para estas pessoas.
  • 2ª fase – Reforço dos níveis de proteção social das pessoas com deficiência face à falta ou insuficiência de recursos económicos próprios e do agregado familiar através do segundo componente da prestação, o complemento, considerando mecanismos de combate mais eficaz às situações de pobreza.
  • 3ª fase – Regulamentação da proteção dos encargos na deficiência para os cidadãos e cidadãs com idade até aos 18 anos e também a terceira componente da prestação, a majoração.

Principais alterações:

  • Simplificação e harmonização do método de certificação da deficiência na atribuição das prestações sociais.
  • Alinhamento das práticas sectoriais da política pública no âmbito dos apoios à pessoa com deficiência.
  • Substituição da pensão social de invalidez pela prestação social para a inclusão que passa a ser automaticamente atribuída aos atuais titulares da pensão social de invalidez.
  • Alargamento do complemento solidário para idosos aos titulares de pensão de invalidez que não sejam titulares da prestação social para a inclusão.
  • Conversão do subsídio mensal vitalício para a prestação social para a inclusão.
  • Para os titulares abrangidos pelo sistema de Segurança Social, o subsídio mensal vitalício é automaticamente convertido na prestação social para a inclusão.
  • Para os titulares abrangidos transitoriamente pelo regime de proteção social convergente, o subsídio mensal vitalício é convertido na prestação social para a inclusão até 31 de dezembro de 2023.*
  • Alargamento do complemento de assistência de terceira pessoa aos titulares da prestação social para a inclusão, salvaguardando-se a situação dos atuais beneficiários.
  • O valor do complemento da prestação social para a inclusão passa a ser considerado para efeitos de determinação dos rendimentos e consequente cálculo do montante da prestação.

*ATENÇÃO: os titulares do subsídio mensal vitalício abrangidos pelo regime de proteção social convergente devem requerer a conversão deste subsídio nesta nova prestação junto das entidades responsáveis.

prestacao social inclusao

maria manuela da costa nogueira
80% certificado multiusos
REFORMADA POR INVALIDEZ., 80% PERMANENTE.
UM ASSOCIAÇAO PEDIU-ME EM 217 NOVO CERTIFICAF«DO MULTIUSOS,JUNTA MEDICA EM MAIO 2017 BAIXOU DE 80% PARA 63,%.
REFORMA 545,00 € , SEM DUÓDECIMOS
MASTECTOMIA RADICAL MAMA DIREITA COM ESVAZIAMENTO AXILAR POSTERIORMENTE.
NEUROSE DEPRESSIVA, DEVIDA A BAIXA VISÃO, QUE DIFICULTA A VIDA DIÁRIA.TOMO DIARIAMENTE DESDE 2005, EFEXOR 75MG , ANTI DEPRESSIVO, XANAX 1 MG, DUAS VEZES AO DIAS, COVERSYL 5 MG PARA TENSAO ARTERTIAL.
VIVO SOZINHA
NR SEG SOCIAL **********
NR I.F ********

4000 Caracteres remanescentes


Código do Trabalho

Código do Trabalho

O código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

António Costa
1 dia 8 horas

Já li vários assunto relacionados com este assunto e nunca vi esclarecimento sobre a que horas se aplica esse período de a ...

Felicty
6 dias 18 horas

Pois vá tentando , pode ser que conecte-se a rede .

Natercia
9 dias 6 horas

Ola boa noite, sou rececionista de hotel, gostaria de saber se é legal, apenas uma mulher fazer o horário noturno 00:00-08: ...

Anna santana
10 dias 23 horas

olha eu tive uns cacarias mas ousadas com um garroto, eu deixe ele coloca apontado pau dele na entra do meu anus, mas foi só ...

Pedro
13 dias 5 horas

Bom dia. Gostaria de saber se poderei apresentar queixa directamente na PSP, visto que a empresa onde tinha contrato a reci ...