Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Concelho de Ministros, de 28 de Outubro, aprovou uma Proposta de Lei que cria o crime de violência escolar para actos de maus tratos físicos ou psicológicos, incluindo o fenómeno bullying. Esta Proposta segue agora para a Assembleia da República.

Logo Ministério da EducaçãoSegundo o comunicado do Conselho de Ministros, o crime de violência escolar abrange os maus tratos físicos ou psíquicos, como castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais, a qualquer membro da comunidade escolar. 

Esta Proposta de Lei abrange no crime de violência escolar o fenómeno correntemente designado como bullying, com efeitos na integridade pessoal das vítimas, no funcionamento das escolas e na vida diária das famílias.

Além de punir a violência escolar, o Governo pretende que a criação do novo crime de violência escolar produza um efeito dissuasor, contribuindo para a estabilidade e segurança nas escolas.

A Proposta de Lei aprovada em Conselho de Ministros segue agora para a Assembleia da República.

Data:29-10-2010

Fonte:Portal do Cidadão com Portal do Governo

4000 Caracteres remanescentes


Username e Password

Criar uma Senha Segura

Clique no botão "Criar Senha Segura" para lhe apresentarmos uma senha forte que pode usar nas suas contas para permanecerem seguras.

Comentários Recentes

CONCEIÇÃO GAMEIRO
3 dias 2 horas

Bom dia, Podem por favor esclarecer se o Horário a querer implementar na Empresa está correto? 9.30H saída ás 12.30H P ...

Manuel Rodrigues
8 dias

bom dia Sra Beatriz, como entidade patronal surgiu uma situação de mau comportamento de um dos funcionários. como posso ap ...

Márcio
13 dias 20 horas

Sou vigilante e trabalho numa portaria 24h. Suponhamos que estou escalado para fazer o turno das 16h. ás 24h. O colega falta ...

Pedro
14 dias 1 hora

Boa tarde, Tendo a isenção de horário os feriados obrigatórios que tenha que ir trabalhar estão incluídos na isenção ...

Rui Oliveira
14 dias 2 horas

quero dizer artigo 300 e não artigo 30