Soluções para reduzir a fome no mundo

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Vão ser necessários mais 70% de alimentos do que os produzidos hoje para satisfazer as necessidades de alimentação de uma população mundial que atingirá os 9,6 mil milhões de pessoas em 2050.

Este dado é o resultado do World Resources Report: Creating a Sustainable Food Future, um estudo feito pelo Instituto de Recursos Naturais, pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, pelo Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP) e pelo Banco Mundial.

Além de indicar a crescente necessidade de alimentação, o relatório revela que é possível suprir as necessidades alimentares da população e criar, simultaneamente, um ambiente mais saudável através de melhorias na forma de produção e consumo da comida.

O desperdício anual de toneladas de comida equivale a cerca de mil milhões de dólares (736 mil milhões de euros) e está a gerar grandes perdas económicas para o mundo, aumentando a pressão sobre os recursos naturais necessários para alimentar o planeta.

O relatório propõe medidas para a redução da fome até 2050, de entre as quais se destacam a redução do consumo excessivo e a melhoria da produção dos alimentos.

Redução do consumo excessivo

  1. Redução de 50% do desperdício de alimentos equivaleria a uma diminuição em 20% das necessidades de alimentação.

  2. Mudança de dieta - redução do consumo de produtos de origem animal - contribuiria para suprimir as necessidades alimentares.

  3. Alcançar um nível diferente de reposição da fertilidade pode também ajudar a suprimir a fome.

  4. Implementar políticas de controlo de natalidade e de educação sexual na região da África Subsariana ajudaria a colmatar a necessidade de alimento em cerca de 25%.

Melhoria da produção dos alimentos (práticas agrícolas)

  1. Melhoria da gestão da água.

  2. Melhoria da gestão do solo.

  3. Aperfeiçoamento da produtividade das terras de pastagens.

  4. Aperfeiçoamento do uso de terras degradadas

    , potencializando as agriculturas menos rentáveis e evitando deslocações de terrenos agrícolas para locais diferentes.

Fonte: http://greensavers.sapo.pt/

4000 Caracteres remanescentes


Certificação Energética - Decreto-Lei n.º 118/2013

Certificação Energética - Decreto-Lei n.º 118/2013

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Decreto-Lei n.º 118/2013 de 20 de agosto A Diretiva n.º 2002/91/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16 de dezembro de 2002, relativa ao...

Comentários Recentes

Paula Santos
15 horas 39 minutos

Meu filho assinou o 1 contrato a termo incerto em Fevereiro de 2021 em Dezembro acabaram o contrato veio embora. Em Janeiro d ...

leandro simoes
16 horas 57 minutos

contratei uma empresa para realizar obra na habitação , tive de pagar 50% do valor para garantir que a mesma iria ser reali ...

Cristiana Pacheco
7 dias 9 horas

Olá. Pedi uma licença sem vencimento pelo periodo de 3 anos. Tenho dias de férias e horas extra por gozar, a fábrica tme ...