Fórum

Espaço aberto à discussão
× Coloca aqui as tuas dúvidas sobre rescisões e celebrações de contratos de trabalho.

Falta de pagamento da Segurança Social

20 Ago. 2019 16:17 #21407 por Pedro Ferreira
Falta de pagamento da Segurança Socialfoi criado por Pedro Ferreira
(Jorge) - Boa tarde,

O meu pai está empregado numa empresa à alguns anos, neste momento existem várias situações que estão em falta e não sabemos bem como proceder nem os direitos que ele terá enquanto trabalhador, por partes.

- Identificámos que desde Julho de 2018 que a entidade empregadora não está a entregar os devidos descontos para a segurança social, apesar de o meu pai fazer esses descontos e constarem no recibo de ordenado. O que deverá fazer? Apresentar uma denúncia na ACT? Ou enviar uma carta registada à entidade empregadora? Tendo em conta que ele faz os descontos, a empresa é que não os está a entregar, esta situação tem implicações para ele quanto a questões ligadas a um eventual subsidio de desemprego ou no calculo da reforma?

- Apesar dos ordenados estarem em dia, os subsídios de férias e natal não são pagos a sensivelmente 3 anos, como poderá reclama-los?

Alguma destas questões é justificação para despedimento por justa causa?

Obrigado pela ajuda.

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

17 Set. 2019 14:09 #21465 por Beatriz Madeira
Respondido por Beatriz Madeira no tópico Falta de pagamento da Segurança Social
1) Quanto aos descontos: o seu pai poderá ser efetivamente lesado, seja no cálculo do valor de um eventual subsídio de desemprego, seja na própria atribuição do mesmo, ou até da reforma, como refere. O empregador será sempre responsável pelo pagamento da dívida (dos descontos) à Seg. Social, mas o trabalhador poderá ter necessidade de recorrer ao Fundo de Garantia Salarial (ver em sabiasque.pt/trabalho/legislacao/resumos...rantia-salarial.html ) para garantir que recebe os valores a que tem direito... e sem grandes garantias que possa acionar este Fundo. Existe, ainda, uma outra questão associada: se o trabalhador sabe que os descontos não estão a chegar à Seg. Social, algo que esta entidade também deve reparar, mas não denuncia a situação, está a ser "cúmplice" do crime de falta de cumprimento de deveres legais... O melhor mesmo seria ir à ACT - Autoridade para as Condições no Trabalho (contactos em sabiasque.pt/familia/noticias/2352-denun...resentar-queixa.html ) para clarificar o que será melhor fazer.

2) Receber os subsídios de férias e de Natal é um direito do trabalhador que deve ser reclamado se houver despedimento, através do Fundo de Garantia Salarial.

3) Estas questões podem ser fundamento para despedimento por justa causa, mas sugerimos-lhe que não façam nada sem antes falarem com a ACT e, até mesmo, com um/a advogado/a. Relativamente a "justa causa, poderão ler o artigo 394 do Código do Trabalho em vigor, aprovado pela Lei 7/2009 de 12 Fevereiro, na redação atual (em sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html ).

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

Desenvolvido por Kunena

Em 2013, houve alterações à legislação laboral (Código do Trabalho) que regulamenta a marcação de férias. Veja aqui como proceder para contabilizar, marcar e alterar os dias de férias em...

Comentários Recentes

Bruno C.
10 horas 40 minutos

Olá boa tarde, tenho uma questão. Tive, por motivos de doença, de faltar um dia ao trabalho e não tenho justificação po ...

Sérgio Pavanito
19 horas 48 minutos

Boa dia Gostaria de saber se existe alguma incompatibilidade na acumulação de subsidio de turno e isenção de horário. A ...

Armindo Bento
1 dia 14 horas

Caros Senhores , recebi ontem u mail da AT em que me comunicava, que embora tenha preenchido anexo F do IRS em 2019, relativo ...

ALINE P. DE SOUZA DA SILVA
1 dia 19 horas

Bom dia,minha escala de trabalho é 12 por 60 h semanais. Começei a faculdade esse ano,se eu não sair cedo do trabalho vou ...

Joana
5 dias 13 horas

Boa tarde. Estou numa empresa na qual me fizeram um contrato de 6 meses renovável por igual período no dia 02/01/2019. Esto ...