Fórum

Espaço aberto à discussão
× Todas as dúvidas sobre os direitos da parentalidade no código do trabalho podem ser colocadas aqui.

Segurança Social, Agregado familiar

05 Jul. 2018 16:01 #19612 por Diogo
Bom dia,

Eu e a minha namorada fomos pais recentemente e estou neste momento a tratar dos pedidos do abono de familiar e subsidios parentais. Nós não somos casados nem estamos em união de facto, sendo que só muito recentemente (um pouco antes do nascimento da bebe) é que alteramos a nossa morada fiscal para o mesmo sitio. A minha duvida prendesse com o conceito de agregado familiar para a segurança social (SS). Visto que a minha namorada está efetiva numa empresa e eu sou bolseiro de investigação (sem Segurança Social voluntaria) não temos direito a partilha de licença. Desta forma fiz o pedido da licença parental para ela, preenchendo o pedido no site onde não foi pedido ou possivel alterar o agregado familiar. Assim, ela teve direito à sua licença normal.

O meu caso é mais complicado. Visto ser bolseiro e não tendo descontos terei direito ao subsidio social parental exclusivo do pai. No entanto a minha duvida é, devo incluir a bebe no meu agregado? Ela não está já no agregado da mãe? Ou deveria incluir as duas? Vantagens/desvantagens das diferentes opções?

Em relação ao abono da criança, a mesma duvida coloca-se. Fiz o pedido através da Segurança Social direta da mãe, onde o agregado familiar é ela.

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

05 Jul. 2018 16:24 - 05 Jul. 2018 16:28 #19613 por Beatriz Madeira
Respondido por Beatriz Madeira no tópico Segurança Social, Agregado familiar
A Segurança Social define agregado familiar como sendo "Para além do titular, (...), as seguintes pessoas que com ele vivam em economia comum: Cônjuge ou pessoa em união de facto há mais de dois anos. (...). Parentes e afins menores em linha reta e em linha colateral (sem limite de grau de parentesco). (...).".

Uma vez que vocês ainda não constituem um "agregado familiar", a bebé deverá ficar (ainda) apenas no agregado da mãe, uma vez que ela reúne condições para receber o subsídio e abono. Quanto a "vantagens/desvantagens", o melhor seria falar diretamente com algum dos técnicos da Seg. Social.

Para outras informações sobre subsídio parental, consultar o guia da Segurança Social em www.seg-social.pt/documents/10152/23362/...13-8bb4-e9bf3ac7e5f1

Sobre abono de família, ver em www.seg-social.pt/documents/10152/144070...44-9838-c30149ec871d (atenção ao facto de ela ser, para já, e ainda durante 2 anos, família monoparental)
Os seguintes utilizadores Agradeceram: Diogo

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

05 Jul. 2018 19:58 #19619 por Diogo
Respondido por Diogo no tópico Segurança Social, Agregado familiar

Beatriz Madeira escreveu:
Uma vez que vocês ainda não constituem um "agregado familiar"


A minha grande duvida prende-se com esta assunção, visto termos a mesma morada fiscal.
Os seguintes utilizadores Agradeceram: Pedro Ferreira

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

09 Jul. 2018 16:50 #19632 por Beatriz Madeira
Respondido por Beatriz Madeira no tópico Segurança Social, Agregado familiar
Repetimos: A Segurança Social define agregado familiar como sendo "Para além do titular, (...), as seguintes pessoas que com ele vivam em economia comum: Cônjuge ou pessoa em união de facto HÁ MAIS DE DOIS ANOS. (...). Parentes e afins menores em linha reta e em linha colateral (sem limite de grau de parentesco). (...).".

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

Desenvolvido por Kunena
Código do Trabalho

Código do Trabalho

O Código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

eduarda
15 horas 30 minutos

bom, aconteceu alguma coisa?.. fiz a mesma coisa com meu namorado e posso está com um pouco de medo. Também ainda sou virge ...

jorge manuel dos santos marques
2 dias 22 horas

Bom dia agradecia que me esclarecessem o seguinte Apos a morte do meu pai, a viuva, que tinha ficado como cabeça de casal, f ...

José Pedrosa
4 dias 22 horas

A questão da correta interpretação reside numa correta leitura da legislação aplicável. Esta, não a qualquer número d ...

Maria
4 dias 23 horas

Gostaria que me informassem, se faltas por Falecimento, se acontecer no fim de semana ou feriado, conta para esses dias, é q ...

Vítor
5 dias

Boa tarde, em 2015, diagnosticaram-me um linfoma de Hodjking, tendo feito tratamento devido (quimio e radioterapia). Fui aval ...