Sabias Que

trabalho, Família e Ambiente

Greve dos serviços hospitalares e dos refeitórios para exigir melhores salários

Ligado 09-07-2016

CGTP-IN - Greve dos serviços hospitalares e dos refeitórios para exigir melhores salários

Os trabalhadores do Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH) e dos refeitórios concessionados em diversas entidades vão realizar greves, no dia 9 de Junho, pela defesa dos direitos e pelo descongelamento dos salários.O presidente do Sindicato de Hotelaria do Centro, António Baião, disse hoje à agência Lusa que as greves, em empresas e serviços de todo o país, marcam também o início de uma "campanha contra a precariedade" no sector da restauração e hotelaria.No caso do SUCH, "há três meses em gestão corrente" e sem capacidade para "fechar o acordo de empresa já negociado" com os representantes dos trabalhadores, "há necessidade de o ministro da Saúde nomear" uma nova administração.Está em causa "um documento extremamente importante que regula as relações laborais em toda a empresa", responsável pelos serviços de alimentação, lavandaria e resíduos hospitalares nos principais hospitais do país, adiantou o sindicalista, no final de uma conferência de imprensa à entrada dos Hospitais da Universidade de Coimbra.No dia 9 de Junho, além desta "greve específica" dos trabalhadores do SUCH, os sindicatos afectos à CGTP-IN vão promover paralisações nos refeitórios de hospitais, escolas, fábricas e outros serviços concessionados às empresas Uniself, Gertal, Itau, Eurest, Ica e Solnave.Estas greves no sector da alimentação colectiva visam "a negociação do contrato colectivo de trabalho, pela defesa dos direitos e pela melhoria dos salários", que se mantêm há seis anos sem actualizações, disse António Baião.Na região Centro, como no resto do país, os trabalhadores e trabalhadoras do SUCH "vão exercer o direito à greve porque pretendem o aumento dos seus salários já congelados há muitos anos", segundo um documento distribuído aos jornalistas, que defende igualmente "a criação de emprego seguro, sem precariedade e com direitos".Numa próxima "campanha contra a precariedade", a desenvolver pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Centro, serão denunciados os "atropelos praticados" nas empresas da alimentação colectiva, restauração, hotelaria, restauração rápida, hospitalização privada e sector social, "onde o trabalho se faz com recurso a contratação e subcontratação a termo e por via das empresas de trabalho temporário".A organização responsabiliza ainda o Ministério da Educação pela "precariedade institucionalizada nos refeitórios de escolas" e por não resolver "a situação de centenas de mulheres e homens" nos estabelecimentos públicos de ensino."Denunciaremos as más práticas na utilização do recurso aos jovens em situação de estágio, como trabalhadores que substituem postos de trabalho efectivos", nas áreas da restauração e hotelaria, acrescenta.In Noticias ao Minuto

Notícias ao Minuto - Greve dos serviços hospitalares e dos refeitórios para exigir melhores salários

Os trabalhadores do Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH) e dos refeitórios concessionados em diversas entidades vão realizar greves, no dia 09, pela defesa dos direitos e pelo descongelamento dos salários.

 

https://www.noticiasaominuto.com/economia/599213/greve-dos-servicos-hospitalares-e-dos-refeitorios-para-exigir-melhores-salarios

4000 Caracteres remanescentes


Código do Trabalho

Código do Trabalho

O código do trabalho apresentado nesta página (Lei n.º 7/2009) e artigos anexos está em vigor desde Fevereiro de 2009 e foi atualizado com as alterações introduzidas . Para consultar o...

Comentários Recentes

Sofia
3 dias 19 horas

Olá Cátia Vanessa, como está? Vi que o seu comentário tem cerca de 3 anos, mas não pude ficar indiferente a esta situaç ...

maria
4 dias 22 horas

obrigada sabiasque

Ana
8 dias 7 horas

declaração de prova escolar