Bem-vindo, Visitante
Nome de Utilizador Senha: Memorizar

Duvidas de A.T., seguradora e médico.
(1 a ver) (1) Visitante
  • Página:
  • 1

TÓPICO: Duvidas de A.T., seguradora e médico.

Duvidas de A.T., seguradora e médico. 14 Jul. 2017 12:13 #17458

(Ilidio Conceição) - Bom dia.
Tive um acidente de trabalho e sinto-me perdido sem saber o que fazer e/ou decidir correctamente.
Dia 27 de Junho de 2016 tive um acidente de trabalho que me provocou uma lesão na coluna vertebral, diagnosticado 3 hérnias com falência de força e movimentos na perna direita, discopatia, hemangioma vertebral.
O médico inicialmente pretendeu descartar toda a situação alegando que era degenerativo, mas anteriormente ao acidente, eu fazia a minha vida normal e depois do acidente deixei de fazer na totalidade a minha vida normal
Estive de seguro de 27 de junho de 2016 até 4 de novembro de 2016, quando o médico me devolveu ao trabalho, apesar de eu referir que ainda não me sentia em condições físicas para retomar o serviço, visto ser serviço pesado, ele insistiu que não havia nada a fazer, e encaminhou a situação para tribunal de trabalho para ser atribuída uma incapacidade (eu desconhecia o valor).
Trabalhei com grandes dificuldades de 4 de novembro de 2016 até 21 de fevereiro de 2017, quando as condições físicas se agravaram novamente, recorri de volta a seguradora solicitando assistência médica por recaída a 21 de fevereiro de 2017 até ao corrente.

No dia 18 de maio sou operado a coluna (retiraram 1 hérnia e colocaram 4 barras de titânio nas vertebras).

Entretanto em março tinha ido a tribunal para ser avaliado pelo perito do tribunal, onde me foi atribuiu 7,5% de incapacidade, (nesta data em março com a perita, desconhecia que ia ser operado).

Na tentativa de reconciliação em 27 de junho de 2017, a seguradora negou e recusou tudo o que a perita e o tribunal tinham decretado, onde o tribunal encaminhou para junta medica que entretanto aguardo.

Entretanto na semana seguinte a tentativa de reconciliação, na consulta médica, fazia eu 1,5 mês de ser operado, o médico (suponho eu como represália de ir a tribunal, apesar de ter sido ele que envio o caso) dá-me alta sem incapacidade (apesar de ter conhecimento do valor decretado pelo tribunal) e nitidamente eu não estava em condições de trabalhar.

Tentei trabalhar, mas não consegui, imensas dores, dificuldades e limitações, recorri a medicina do trabalho onde atestou que eu não estava em condições para trabalhar, voltei a seguradora onde outro médico (não aquele que me acompanhou) também confirmou que realmente em não estava em condições de trabalhar, ainda com muitas dores na zona lombar quando articulo a coluna (ex: flexão, rotação, torção) e quando tenho de exercer força com a pena direita (ex: para andar), ficando de baixa com medicação e a fazer fisioterapia.

As minhas dúvidas são:
- O que poderá a junta medica em tribunal fazer e decidir?
-O valor da incapacidade vai alterar?
-Caso a seguradora continuo a negar/recusar tudo que solução tenho?
-O médico da seguradora pode dar alta sem incapacidade, sabendo que existe uma?
-Se o médico da seguradora der alta sem incapacidade e no entanto eu ou a medicina do trabalho não consideramos que tenho condições para trabalhar, que alternativas tenho?

Grato pela atenção despendida
Disponível para mais esclarecimentos.
Obrigado
  • Página:
  • 1
Tempo para criar a página: 0.19 segundos