Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Os advogados e advogados estagiários da Ordem dos Advogados dão conselhos jurídicos sem cobrar pelos serviços prestados.

Proteção jurídica da Segurança Social

A Consulta Jurídica gratuita é uma iniciativa do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados que se aplica ao distrito de Lisboa, concelhos de Almada, Amadora, Cascais, Loures, Mafra, Sesimbra, Sintra e Vila Franca de Xira.

Requisitos de acesso:

  • Residentes na comarca de Lisboa ou;
  • Pessoas que exerçam uma actividade profissional (predominante e regular) na comarca de Lisboa;
  • E que provem não ter meio económicos ou financeiros suficientes para recorrer a um advogado.
  • Os cidadãos devem dirigir-se às instalações do GCJ para fazer prova da residência ou do domicílio profissional, assim como apresentar a última declaração de IRS e respectiva nota de liquidação (podendo o gabinete solicitar documentos complementares);
  • Cada beneficiário tem direito a cinco consultas por ano, sendo que não podem ser prestadas mais de três consultas sobre cada caso.

Fonte: Ordem dos Advogados

ordem advogados

anonimo
renuncia à herança
boa tarde, meu pai está muito doente, não sabemos até quando ele vai cá estar, eu tenho uma divida por ter assinado uma livrança enquanto era casada, é certo que a divida continua ainda não foi paga... tb não tenho possibilidades. em morte de um familiar como devo fazer renuncia à herança para que não me venham buscar nada do que era do meu pai? Urgente aguardo resposta
teresa
esclarecimento
vivo em união de facto com uma pessoa há 6 anos que ainda e casada com outra por conveniência dos 2.
Nesta minha união com esta pessoa quais os benefícios que tenho? Se esta pessoa continuar casada.
Obrigada

Beatriz Madeira
Encontrámos três artigos que esclarecem muitas dúvidas relativamente à união de facto:
- https://www.e-konomista.pt/artigo/uniao-de-facto/
- https://www.economias.pt/uniao-facto-direitos/
- https://www.economias.pt/uniao-facto-morte-heranca/

No entanto, no caso que apresenta, como a pessoa ainda é casada com outra, os direitos de herança, por exemplo, vão para essa outra pessoa, uma vez que a pessoa casada é herdeira legítima, ao contrário da pessoa em união de facto.

Ana
Socorro, Precisamos Urgente de Ajuda Juridica
Boa noite: Sou Brasileira Casada com um Português, vivi quinze anos na Suíça, cheguei aqui nas Caldas da Rainha em Janeiro de 2014. Infelizmente tivemos uma boa Receptividade das pessoas aqui do lugar onde vivo. Muitas Ameaças, Racismo, meu marido foi Atacado por eles aqui no quintal de casa, as Duas horas da manha, eles sabiam que meu marido tinha mil reais no bolso do casaco, como nao conseguiram rouba ló jogaram ele contra a Parede de casa, e ele quebrou a cabeca e sofre das Sequelas ate hoje, pois ele tem uma Prótese na cabeça de um Acidente que ele teve, a Intencao era de mata lo, so que com o Barulho eu Corri pra ver o que era, e quando Abri a Porta o Criminoso correu pra casa ao lado onde o carro esta escondido, e fugiu. Roubo, já fui Espancada na frente de casa, em Abril do ano passado, e fui Processada. por meus Agressores pelo meu Espancamento. Roubaram uma boa parte do Terreno do meu Marido, e Fomos Intimados a Pagar 30.000 Euros para nos deixarem em Paz. Como meu Esposo nao possuía esta quantia, fomos os dois Ameaçados de Morte por eles, Incansavelmente. Um dos comparsas dos Agressores, que fingia ser Amigo do meu Esposo, indicou um Advogado para nos Defender; O problema e que o Advogada e Amigos dos nossos Agressores. E tivemos que fazer uma Denuncia na PSP, contra essas Pessoas, pois em Agosto deste ano eles Invadiram o nosso quintal para nos Matar aqui dentro. Aproveitaram a Ocasião que meu Marido estava Ausente, e estavamos sozinhas em Casa. Na audiência deste caso, pedimos a este Advogado que nos Representasse no Tribunal, e demos um Avanço de 500 Euros, mais ele se Recusou. Alegando que nao ia dar em nada, meses depois o Tribunal Decidiu Julgar a Denuncia a minha Reveria, pois o Advogado nada fez por nos. E Agora estamos nos aqui a Espera desse Processo Fictício feito por nossos Algozes. Fui notificada com Titulo de Residência, nao posso sair deste Inferno sem Pedir uma Autorização do Tribunal, como se fosse a Pior Criminosa do Pais, sem ter Cometido Crime Algum. Vivemos Prisioneiros dentro de nossa Própria Casa, nao conseguimos nem sair pra jogar o Lixo do outro lado da Rua. Quando tentamos Cultivar alguma coisa no Quintal somos Perseguidos, Avacalhados, Humilhados, e Ameaçados por eles. E agora pra acabar de Completar, no mês passado tentaram tocar fogo em Casa. e agora estamos Travando um novo Combate, o Roubo da Energia Elétrica da casa do meu Esposo. Eles ficaram três Anos sem Pagar Energia, e Cortaram a Energia deles. e no Inverno nos perdemos Vários Aparelhos Elétricos, pois eles ficavam Brincando de Ligar e Desligar a nossa Energia, e nao sabíamos como. Descobrimos que em 2015 quando eles pagaram uma Mulher pra vir me Apedrejar aqui no Portão de casa, e em seguida simulou um Desmaio chamou os Amigos da Policia. E a rua Inteira queria Invadir a nossa casa pra me Agredir aqui dentro. A policia fingiu Imparcialidade, toda Solicita e Educada, pediram meu Passaporte, em Seguida se Reuniu com os Meliantes la na casa dos Agressores e Simularam uma Suposta Falsa Expulsão. Comprei a falsa Expulsão, fingindo Acreditar na Veracidade dela. Me deram 20 dias pra sair do Pais. Aproveitei fui ver minha Família e Organizar meus Documentos. Mais antes falei com o CEF no Aeroporto, e descobrimos que a Expulsão era Ilegal e Arbitraria. Agora sem Defesa, sem Amigos, sem ninguém para nos Ajudar, ou Orientar, Sobrevivemos tanto quanto meu Esposo a Mercer desses Criminosos. Fomos na assistência Social e Expulsão o Pedido de um Advogado de Oficio, sem Resposta nem Resultado já há dois meses. Vivemos Doentes, depois da surra que levei, comecei a Perder o Equilíbrio das Pernas, Ganhei um nodulo no seio Esquerdo, e uma Hérnia de Escala. Meu esposo esta com Problemas Grave de Coração, Úlcera Nervosa, Tensão Alta e muito mais. Agora os Criminosos vivem tocando o Terror no meu Marido dizendo que, a causa já esta Ganha, que eles querem a nossa Casa, 100,000 Euros e a minha Prisão ou Expulsão do Pais. Ana Maria
Anónimo
Boa noite: Sou Brasileira Casada com um Português, vivi quinze anos na Suíça, cheguei aqui nas Caldas da Rainha em Janeiro de 2014. Infelizmente tivemos uma boa Receptividade das pessoas aqui do lugar onde vivo. Muitas Ameaças, Racismo, meu marido foi Atacado por eles aqui no quintal de casa, as Duas horas da manha, eles sabiam que meu marido tinha mil reais no bolso do casaco, como nao conseguiram rouba ló jogaram ele contra a Parede de casa, e ele quebrou a cabeca e sofre das Sequelas ate hoje, pois ele tem uma Prótese na cabeça de um Acidente que ele teve, a Intencao era de mata lo, so que com o Barulho eu Corri pra ver o que era, e quando Abri a Porta o Criminoso correu pra casa ao lado onde o carro esta escondido, e fugiu. Roubo, já fui Espancada na frente de casa, em Abril do ano passado, e fui Processada. por meus Agressores pelo meu Espancamento. Roubaram uma boa parte do Terreno do meu Marido, e Fomos Intimados a Pagar 30.000 Euros para nos deixarem em Paz. Como meu Esposo nao possuía esta quantia, fomos os dois Ameaçados de Morte por eles, Incansavelmente. Um dos comparsas dos Agressores, que fingia ser Amigo do meu Esposo, indicou um Advogado para nos Defender; O problema e que o Advogada e Amigos dos nossos Agressores. E tivemos que fazer uma Denuncia na PSP, contra essas Pessoas, pois em Agosto deste ano eles Invadiram o nosso quintal para nos Matar aqui dentro. Aproveitaram a Ocasião que meu Marido estava Ausente, e estavamos sozinhas em Casa. Na audiência deste caso, pedimos a este Advogado que nos Representasse no Tribunal, e demos um Avanço de 500 Euros, mais ele se Recusou. Alegando que nao ia dar em nada, meses depois o Tribunal Decidiu Julgar a Denuncia a minha Reveria, pois o Advogado nada fez por nos. E Agora estamos nos aqui a Espera desse Processo Fictício feito por nossos Algozes. Fui notificada com Titulo de Residência, nao posso sair deste Inferno sem Pedir uma Autorização do Tribunal, como se fosse a Pior Criminosa do Pais, sem ter Cometido Crime Algum. Vivemos Prisioneiros dentro de nossa Própria Casa, nao conseguimos nem sair pra jogar o Lixo do outro lado da Rua. Quando tentamos Cultivar alguma coisa no Quintal somos Perseguidos, Avacalhados, Humilhados, e Ameaçados por eles. E agora pra acabar de Completar, no mês passado tentaram tocar fogo em Casa. e agora estamos Travando um novo Combate, o Roubo da Energia Elétrica da casa do meu Esposo. Eles ficaram três Anos sem Pagar Energia, e Cortaram a Energia deles. e no Inverno nos perdemos Vários Aparelhos Elétricos, pois eles ficavam Brincando de Ligar e Desligar a nossa Energia, e nao sabíamos como. Descobrimos que em 2015 quando eles pagaram uma Mulher pra vir me Apedrejar aqui no Portão de casa, e em seguida simulou um Desmaio chamou os Amigos da Policia. E a rua Inteira queria Invadir a nossa casa pra me Agredir aqui dentro. A policia fingiu Imparcialidade, toda Solicita e Educada, pediram meu Passaporte, em Seguida se Reuniu com os Meliantes la na casa dos Agressores e Simularam uma Suposta Falsa Expulsão. Comprei a falsa Expulsão, fingindo Acreditar na Veracidade dela. Me deram 20 dias pra sair do Pais. Aproveitei fui ver minha Família e Organizar meus Documentos. Mais antes falei com o CEF no Aeroporto, e descobrimos que a Expulsão era Ilegal e Arbitraria. Agora sem Defesa, sem Amigos, sem ninguém para nos Ajudar, ou Orientar, Sobrevivemos tanto quanto meu Esposo a Mercer desses Criminosos. Fomos na assistência Social e Expulsão o Pedido de um Advogado de Oficio, sem Resposta nem Resultado já há dois meses. Vivemos Doentes, depois da surra que levei, comecei a Perder o Equilíbrio das Pernas, Ganhei um nodulo no seio Esquerdo, e uma Hérnia de Escala. Meu esposo esta com Problemas Grave de Coração, Úlcera Nervosa, Tensão Alta e muito mais. Agora os Criminosos vivem tocando o Terror no meu Marido dizendo que, a causa já esta Ganha, que eles querem a nossa Casa, 100,000 Euros e a minha Prisão ou Expulsão do Pais.
Vania
votos que tudo se resolva ,
muito triste o que esta acontecendo com voce ... voce esta em minha orações , desejo que deus te proteja e ilumine para que tudo se resolve o mais rápido possível
Marta
Segundo casamento
Boa noite.
Sou divorciado e tenho dois filhos. O meu ex-marido e pai dos meus filhos tem nova companheira com quem teve um filho.
Se ele casar com ela os meus filhos serão prejudicados, no caso de morte do pai?
Será que alguém me pode esclarecer?
Muito obrigada
Marta

Beatriz Madeira
Em caso de morte do senhor, há quatro herdeiros, os três filhos e a mulher com que ele seja casado. Mesmo não sendo casado, havendo uma relação de união de facto, já haverá uma parte da herança para a "mulher".
André
Vou receber penhora (Duvidas)
Boa noite,
Recebi uma carta do advogado de um credor que se não pagar irei ser penhorado (imóveis, bens, conta bancaria, automóvel e salário).
A penhora é relativamente a uma divida de um Imóvel em que foi fiador, e querem que eu pague certa de 67 mil euros no qual eu não tenho qualquer hipótese de pagar pois o meu salário é de pouco mais de 600 euros liquídos.
Se não pagar até ao final deste presente mês irão iniciar a execução de penhora.
Eu não tenho carro, nem conta bancária... resumidamente não tenho bens em meu nome. Apenas vivo em casa da minha mãe (que é arrendada), e vivo apenas do meu salário.
A minha questão é:
Ao certo o que me podem penhorar?
Irão sobre os bens da minha mãe? e do meu irmão que lá vive também?
Obrigado pela vossa atenção.
Cumps.
André

Paulo
Cancelamento de uma estadia num hotel devida a gravidez
Quais os direitos que temos em relação a um cancelamento de uma reserva de hotel, visto que a minha mulher está gravida e faltam 2 meses para ter o bebé e ao cancelar a reserva a agência diz que não temos direito à devolução dos 399€ da reserva...
Podem-me ajudar, PFF?
Obrigado,
Paulo

Márcia
Partilha de casa em caso de divórcio
Boa tarde, adquiri uma casa juntamente com o meu marido e que não está paga na totalidade. Gostaria de saber em caso de divórcio e se um dos conjugues quiser ficar com a casa como é feita a partilha.Obrigado.
Eulalia
Actuação de gerente de conta do banco
Em 2011 comprei casa e efetuei o meu empréstimo no SantanderTota, logo de imediato me foi apresentado um gestor de conta que me iria acompanhar e aconselhar em todo o processo. Nessa altura para conseguir um spread mais baixo foi apresentada uma panóplia de seguros obrigatórios e não sei mais quantas obrigações legais, muito bem…. Sempre achei um pouco estranho tantos seguros, pelo que me dirigi junto da minha gestora e questionei tantos seguros, ao que me respondeu que estavam todos relacionados com o empréstimo e que estava tudo bem. Acontece que recentemente fui informada que a carteira de seguros com o qual o banco tinha cooperação “Liberty seguros” tinha sido cedida à “Aegon Santander”. Neste contexto venho a descobrir que tinha subscrito dois seguros de recheio, um efetuado aquando da compra da casa e outro posteriormente por incitação da minha gestora de conta. Foi contactada telefonicamente pela mesma para me deslocar ao balcão porque existia uma boa oportunidade de aderir a uma campanha de aquisição de um seguro de recheio, que tinha estado a analisar o meu processo e como ainda não tinha era boa altura para o efetuar, e eu na minha ingenuidade, dirigi-me ao balcão e subscrevi o seguro. Agora que vim a descobri o banco pura e simplesmente descartou qualquer responsabilidade. Tenho direito a ser ressarcida por parte do banco, pelos anos que andei a pagar o seguro em duplicado? Visto ser ele o causador da aquisição de dois seguros? Como agir? Obrigado
alfredo
informação
bom dia uma empresa que elaborar-me um contrato de trabalho em regime de prestações de serviço. com ordenado fixo de 800€,carga horário de 10h diarias 5oh semanais
deverei eu aceitar?esta tipo de contrato enquadra-se em prestação de serviços ? aguardo.
cumprimentos

jose luis monarca rodrigues
insolvencia
Bom dia:
Fui gerente de uma empresa que está insolvente, o meu nif é o *********.
A divida fiscal proveniente de IVA reverteu para mim quando a empresa foi nomeada insolvente a 26-05-2009.
A questão é que o meu cliente também foi declarado insolvente anos depois, e nunca me pagou as devidas faturadas, pelo que eu nunca recebi o devido IVA.
Para ajudar mais a situação, a minha gestora de insolvência nomeada pelo tribunal, apoderou-se de todos os documentos e suporte informático, pelo que não tenho sequer uma copia das ditas faturas.
A empresa que não pagou é a Sociedade de Construções ******** ***** e ****** S.A., Nif:********
Como é que posso recuperar este IVA, para que resolva a minha situação com as finanças?

Isto é o que aparece na minha página das Finanças:

DADOS DO PROCESSO
Nome do Contribuinte (Devedor Originário) CARPINTARIA ********* ** **** ******* *********** ***
Número Fiscal (Devedor Originário) *********
Tipo de Responsabilidade Revertido
Número do Processo *******************
Fase Ativo
Proveniência da Dívida IVA - Impostos sobre o Valor Acrescentado
Data de Instauração 2009-05-26
Valor Instaurado 39.573,63

DETALHE DO VALOR EM DÍVIDA
Valor do Imposto 39.573,63
Valor dos Juros Mora Calculados 15.878,83
Valor dos Encargos 363,24
Valor Total em Dívida 55.815,70


Agradeço o seu contacto caso ache que "pode resolver" esta situação, ou que me encaminhe para alguém que me possa ajudar.
Estou numa situação muito complicada, pelo que agradeço tudo o que me possa ajudar a resolver esta situação.

Muito Obrigado:
**** **** ****
*********

Beatriz Madeira
Duas sugestões:
1. Pedir apoio jurídico à segurança social (ver em http://www.seg-social.pt/protecao-juridica)
2. Pedir apoio jurídico ou orientações à DECO (contactos no final do artigo que encontra em https://sabiasque.pt/familia/noticias/2352-denunciar-ou-apresentar-queixa.html)

Rui Nunes
Salários em atraso
Dois meses sem receber salário + subsídio de natal. Posso revogar o contrato? Como fazer? Como receber os salários atrasados e o subsídio de natal?
Rui Camara
Última modificação em 17.12.2018 (22:24:59) por Visitante
processo de divida ao antigo banco mais agora cofidis
Boa noite, em 2014 recebi um processo de uma antiga divida e de emidiato concordei pagar aceitando penhora no meu vencimento, comessei a pagar em Dezembro de 2014, penssando eu que a minha divida estava quase paga, recebi novamente o mesmo processo mas agora com mais dinheiro ainda, contactei a cofidis que de emidiato me mandou contactar o seu advogado, contactei e disse me que se lhe desse 5000,00€ a divida ficava paga e que contactasse o Agente de execucao para lhe pagar seus honorarios. isto e uma loucura, junto envio anexos comprovativos, eu ganho o ordenado minimo veja como vou pagar.
obrigada. peco ajuda
vencimento outubro 2018.jpg
Ricardo Bull
Escritura imóvel
Bom dia. Comprei um apartamento, fiz um contracto promessa de compra e venda, nesse contracto não ficou especificado um jacuzzi. No dia da escritura como foi um pouco à pressa, não fui verificar o imóvel. O vendedor levou o bem e diz que não o vai repor porque não ficou no contracto compra e venda. Tenho alguma hipótese?
Obrigado
Cumprimentos

Maria Manuela do Carmo Gonçalves
Direitos do trabalhador
Trabalhei numa empresa durante 12 anos em que fui uma empregada exemplar, nunca faltei ao trabalho nem meti baixa. no fim do ano 2017 pela primeira vez enganei-me num trabalho que fiz e cometi um erro. A directora de produçao quiz-me obrigar a ficar lá todos os dias depois das minhas oito horas de trabalho sem receber nada, para poder emendar o erro.Recusei , levei um processo disciplinar e fui despedida com justa causa sem receber nada. Arranjei um advogado do sindicato que de inicio dizia que eu iria ganhar mas que agora aconselha-me a receber os cinco mil euros que a empresa me quer pagar para entrar em acordo. Quantos cinco mil euros ganharam com o meu trabalho durante doze anos! Sera que um trabalhador não pode ter um engano que é logo despedido? Sinto-me perdida não sei o que fazer.
Mariana
Boa noite, o meu ex foi condenado pelo tribunal para me pagar a pensão de alimentos, já passarm 3 meses, ele não quer pagar..em termos da lei o que pode acontecer??obrigado.
Eugenio Daudo Silva Chipa disse:
Bom dia ao funcionário (a)

Pois eu tenho uma tia que e casada, os pais do seu marido from assassinados e o autor do crime foi capturado e está presentemente a cumprir pena de prisao.

Bom, o marido da minha tia faleceu ,a indemnização que foi pedido em nome do senhor pela morte dos seus pais será que passa automaticamente para a minha tia?
Ficarei bastante agradecido por uma resposta explícita e clara dentro dos possíveis.

Com os melhores cumprimentos
Chipa, Eugenio.

Ana Isabel Neves
Divorcio e Casa de familia
Boa tarde,

Estou separada há mais de um ano no entanto a viver na mesma casa que o meu conjugue e a mãe dele. A casa foi adquirida pelos dois por 212 500,00€ atraves de credito à habitação antes do casamento. Foi abatido 75 000€ através de um valor de herança após o casamento.
Vou sair da habitação para uma alugada , quais os meus direitos?
Segunda questão temos dois filhos com 17 anos e 13 anos . O menino com 13 anos inicialmente disse que iria viver com a mãe mas agora e após ameaças do pai diz que não vai poder estar em casa da mãe sozinho nunca pois se o pai sabe chama a as forças policiais.
Podem por favor aconselhar?
Obrigada

Ana Neves

Eugenio Daudo Silva Chipa
Heranca e indemnização
Bom dia ao funcionário (a)

Pois eu tenho uma tia que e casada, os pais do seu marido from assassinados e o autor do crime foi capturado e está presentemente a cumprir pena de prisao.

Bom, o marido da minha tia faleceu ,a indemnização que foi pedido em nome do senhor pela morte dos seus pais será que passa automaticamente para a minha tia?
Ficarei bastante agradecido por uma resposta explícita e clara dentro dos possíveis.

Com os melhores cumprimentos
Chipa, Eugenio.

Helena Gama
Boa noite,
Fui vítima de uma agressão.
Se eu contar o que se passou a um familiar do agressor, mostrando mensagens que recebi do agressor sem ser em contexto de agressão, isso constitui crime? E mesmo que não mostre msgs recebidas, o facto de contar o que se passou constitui crime?
Obrigada

Beatriz Madeira
Não constitui crime o tipo de partilha que refere, mas deveria ser alvo de queixa sua junto das forças de segurança. Tanto a APAV (https://www.apav.pt/apav_v3/index.php/pt/contactos) como a UMAR (http://www.umarfeminismos.org/) podem ajudá-la a encaminhar a sua queixa. Ligue, não deixe o/a seu/sua agressor/a ficar impune.
João T
Última modificação em 20.08.2018 (12:48:11) por Visitante
Divida Liquidada SS
"CARTA ENTREGUE E EMAIL ENVIADO A SS LISBOA E SETUBAL A 5 MESES E AINDA SEM RESPOSTA QUE MAIS DEVO FAZER - Em anexo toda a documentação comprovativa do crime que estão a cometer"

Exmos Srs.

Estando de baixa médica detetei, aquando do recebimento do meu subsidio de doença, que estão a efectuar débitos (deduções) sobre o valor a receber e que tenho direito.

Perante tal situação fui informado pelos vossos serviços que se tratava de uma divida com este organismo referente a um subsidio de desemprego recebido em 1994/95, valores que supostamente recebi indevidamente.

Montantes e processos em suposta dívida:

Nota de reposição - 285829 no valor de 3.537,32€ emitido a 10/05/1995
Nota de reposição - 285830 no valor de 1.476,20€ emitido a 24/02/1994
Em relação ao primeiro processo (Nota de reposição - 285829) passo a informar que o mesmo se encontra liquidado desde 30/06/2006 conforme prova com Certidão de Dívida (Classificação 215.05.01) emitida pela Direcção de Finanças de Lisboa (Serviço de Finanças de Sintra 3 Agualva-Cacem) e que junto em anexo.

Quanto ao segundo processo (Nota de Reposição - 285830) desconheço completamente esta dívida pois nunca fui notificado acerca da mesma.

Reforço ainda estes factos com a data das Notas de Reposição que já têm mais de 10 anos (94/95) em que durante este período não houve qualquer interrupção ou comunicação acerca do tema, fazendo com que a suposta dívida já se encontra prescrita.

Perante os factos acima relatados, solicito que sejam arquivados estes processos e feito o respectivo crédito (reembolso) dos valores que indevidamente foram descontados do meu subsidio de doença.

Mais informo que todo este processo (Original) foi entregue nos serviços na Delegação de Amora/Seixal no dia 22/03/2018, não tendo recebido qualquer informação ou esclarecimento sobre o exposto, nem por esta via nem pessoalmente pois já estive em 3 "entrevistas" sem qualquer resposta o que acho lamentável. 

Agradeço resposta a esta exposição e devolução dos montantes abusivamente retidos pela segurança social.

Em anexo: Processo de 6 paginas mais 1 copia da reclamação que entreguei nos serviços da Amora

Fico a aguardar

Melhores Cumprimentos

João T 

Aguardo vossa ajuda, respondendo a este tema. Estou desesperado pois todos os meses "Roubam" parte significativa da minha baixa médica e começa a faltar o "pão para comer"
ATENÇÃO: Durante estes 5 meses tenho questionado regularmente os serviços tanto pessoalmente como por email e sempre sem resposta pois a unica coisa que informam é que vou receber por email ou por carta informações e até agora.....rigorosamente nada.

Obrigado Cumprimentos
João T
Processo Divida SSS.pdf

4000 Caracteres remanescentes


Clique no botão "Criar Senha Segura" para lhe apresentarmos uma senha forte que pode usar nas suas contas para permanecerem seguras.

Comentários Recentes

Anónimo
14 horas 7 minutos

Boa tarde. Tenho um contrato a termo certo a tempo completo de 7 de setembro de 2015 a 8 de março de 2016. Caso avance para ...

Juliana Silva
1 dia 10 horas

olá boa tarde. trabalho interna contrato De trabalho De Empregada Domestica. no meu contrato estar escrito que todas as di ...

anonimo
7 dias 7 horas

boa tarde, meu pai está muito doente, não sabemos até quando ele vai cá estar, eu tenho uma divida por ter assinado uma ...

Cecilia
7 dias 9 horas

Boa tarde Pretendo sabe se o recebimento de subsídio de enganos dá lugar ao desconto para IRS e Segurança Social?

Beatriz Madeira
8 dias 9 horas

Encontrámos três artigos que esclarecem muitas dúvidas relativamente à união de facto: - https://www.e-konomista.pt/arti ...