A primeira relação sexual é uma decisão tua

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A primeira relação sexual, como todas as outras, tem que ser uma decisão pessoal. Ninguém pode ou deve tomar essa decisão por ti, sendo que não te deves deixar pressionar a fazer algo que não queres ou com que não te sentes confortável.

É um direito que todas as pessoas têm, faz parte dos direitos sexuais e reprodutivos e, por isso, dos direitos humanos. A decisão de ter a primeira relação sexual não depende da idade ou do género (masculino ou feminino), sendo que umas pessoas têm a primeira relação sexual com menos idade, outras com mais idade, outras depois de casarem, outras com a pessoa que consideram certa, dependendo efectivamente das escolhas, opções, decisões e convicções de cada um. Quando a decisão é tomada é importante pensar na utilização de um método contraceptivo que evita uma gravidez indesejada e na protecção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O preservativo é o único método contraceptivo eficaz para a protecção das ISTs. A pílula é muito eficaz contra a gravidez indesejada, mas não protege das ISTs.


Pedro Ferreira
Olá Hudson, Não tem qualquer problema. O preservativo é um contraceptivo que vai ter uma dupla função, prevenir uma gravidez e as infecções sexualmente transmissíveis. Deves ter alguns cuidados na sua aquisição e colocação.
Hudson
17
Queria saber se tem algum problema eu fazer a primeira relaçao sexual com minha namorada com camisinha.
ANONIMATO . PT
22
Ola!
Quando tenho relações sexuais com o meu companheiro ele ejacula dentro de mim só que o esperma dele sai quase todo para fora...
Gostaria de saber se é normal..
Agradecia resposta rápida
Obrigado


Pedro Ferreira
Olá MARIA CRISTINA, O preservativo actua como um método de barreira, impedindo que os espermatozóides (células reprodutoras masculinas) atinjam o óvulo (célula reprodutora feminina), fecundando-o e dando origem a uma gravidez. Para além da sua função contraceptiva, o preservativo é o único método que previne as Infecções Sexualmente Transmissíveis, dado diminuir muito o risco de os agentes infecciosos passarem de um parceiro para outro. Para que o preservativo actue de uma forma eficaz, deverá ser colocado correctamente, desde o início da relação sexual, com o pénis em erecção e antes de qualquer contacto genital, deste modo, evita-se que haja a saída de alguns fluidos que já possam conter espermatozóides. Para tal, é importante que se leia atentamente o folheto informativo que acompanha a embalagem dos preservativos. Por fim, quando se diz que o preservativo deverá ser retirado logo após a ejaculação e ainda com o pénis erecto, tal deve-se ao facto de o homem ao ejacular perder gradualmente a erecção, ou seja, o pénis volta ao seu estado de flacidez o que implica que se tiver o preservativo colocado este vai ficar largo e o esperma pode sair facilmente, esta situação, sim, pode constituir um risco de gravidez devido à possibilidade de escorrer esperma para o interior da vagina. No entanto, quando se dá a ejaculação o homem não perde de imediato a erecção sendo por isso possível que o preservativo seja retirado antes que o pénis comece a perder rigidez. Assim pelo que descreves no teu e-mail e se a utilização do preservativo tem sido a correcta não será necessário recorreres à contracepção de emergência, pois essa é só para ser utilizada em situações de emergência e tem, tal como todos os medicamentos, alguns efeitos secundários.
MARIA CRISTINA
18 anos
ESTOU SAINDO COM CARA, SEMPRE TRANSAMOS COM CAMISINHA E ELE NAO EJACULA DENTRO DE MIM, MESMO USANDO A CAMISINHA,AS VEZES FICOU COM MEDO DE ENGRAVIDAR POR ISSO TOMO A PILULA DO DIA SEGUINTE, GOSTARIA DE SABER É NECESSARIO TOMAR A PILULA DO DIA SEGUINTE E CORRO O RISCO DE ENGRAVIDAR MESMO QUE A CAMISINHA NAO ESTOURE E MEU PARCEIRO NAO EJECULE DENTRO DE MIM?
Pedro Ferreira
parece natural que te surjam algumas dúvidas e também alguma ansiedade ao pensares em partilhar momentos de mais intimidade com o teu namorado. A partilha da intimidade com outra pessoa poderá ser um momento muito especial, mas é importante que ambos estejam em “sintonia” relativamente ao momento certo para o fazer. Para este efeito, podes ir percebendo as tuas necessidades e as do teu namorado, respeitando o espaço de cada um e partilhando os desejos e necessidades, expectativas e receios face a uma aproximação de maior intimidade.
É importante que não te sintas pressionada para iniciar algo para o qual não estás preparada, é próprio desta fase que sintas insegurança ou que ainda não chegou o momento certo.
É importante falarem os dois acerca dos receios e angústias face a esta nova experiência, e procurarem um espaço calmo onde se sintam à vontade e possam estar tranquilos o suficiente para conseguir relaxar e desfrutar em pleno da companhia um do outro. O conhecimento mútuo, a compreensão, o afecto, o respeito e a delicadeza, são factores muito importantes nas relações do casal. Como em tudo na vida, a intimidade também requer uma aprendizagem e uma grande capacidade de comunicação. No entanto, se e quando a decisão for tomada é importante pensarem na utilização de um método contraceptivo. Para isso basta utilizarem um método contraceptivo eficaz, como por exemplo, o preservativo.

Ana
eu e o meu namorado estamos a pensar iniciar a nossa vida sexual, ambos somos virgens.
o que poderei eu fazer para nao o decepcionar??

Pedro Ferreira
Pelo que percebo da questão, parece que quando existe penetração (quando colocas o pénis na vagina da tua namorada) tens uma ejaculação (e não erecção) mais rápida do que desejarias, é isso? Ejacular demasiado depressa ou recear que isso possa acontecer é uma preocupação muito frequente por parte dos homens, e na verdade esta é uma situação que acontece com frequência em determinadas fases da vida, sem que exista alguma disfunção ou algum problema físico. Acontece frequentemente nas primeiras experiências sexuais ou quando existe um novo relacionamento sexual. Pode acontecer devido à intensidade das emoções, mas também porque pode ainda não existir uma adequada percepção da forma como o corpo vai reagir à estimulação sexual e o modo como pode controlar o nível de excitação daí resultante. A ejaculação precoce, também conhecida como ejaculação prematura, é definida como um deficit do controle sobre a ejaculação. Esta situação pode interferir com o bem-estar emocional e sexual de um ou ambos os parceiros.

Habitualmente o homem aprende, de forma progressiva, a controlar a ejaculação. Não deves atribuir muita importância a esta situação. O importante é continuares a estar junto do tua namorada em situações de intimidade física, e não te esqueceres que a sexualidade não se limita ao coito (penetração do pénis na vagina) e à ejaculação, mas que implica todo um conjunto de contactos físicos, através das quais existe uma partilha e demonstração de emoções e sentimentos. Existem algumas estratégias que podem ajudar num primeiro momento, que são: o controlo do reflexo ejaculatório que se baseia na focalização nas diferentes sensações que experiência; a utilização do preservativo que é frequentemente benéfica porque reduz a intensidade do estímulo do pénis e a utilização de um lubrificante que pode ter o mesmo efeito. Existem homens que experimentaram um preservativo retardador (retar). Este tipo de preservativo vende-se nas farmácias e é composto por um látex mais grosso que pode, em alguns homens ajudar, uma vez que pode diminuir um pouco a sensibilidade.

anonimato
quando tenho relações sexuais com a minha namorada a partir do momento em que coloco o meu pénis na vagina dela tenho uma erecção muito rápida.... como posso fazer para que dure mais tempo?

4000 Caracteres remanescentes


Please publish modules in offcanvas position.