Comentários online falsos

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Recorrer à leitura de comentários e/ou críticas online para perceber se um produto ou serviço poderá ir ao encontro das nossas necessidades e expectativas é um procedimento já adotado por muitas pessoas. 

Segundo o Greensavers, os comentários/críticas online podem influenciar uma compra, seja por critérios de qualidade, conforto, preço ou, por exemplo, relacionados com questões ambientais.

Segundo o Mashable, "um estudo de 2012 revelou que 57% dos frequentadores de restaurantes olhava para os comentários online antes de reservar um local e 90% disse que os comentários positivos influenciavam a sua escolha.".

Quer se trate de produtos do dia-a-dia ou engenhos tecnológicos ou serviços de todo o tipo, os comentários disponíveis online definem uma "nova forma de escolher a compra" que poderá ser suportada em críticas feitas por outros consumidores. 

O Greensavers alerta, no entanto, que "é necessário perceber que muitos destes comentários são falsos – são lá colocados por amantes ou detractores de uma certa marca ou empresa, ou até pelos próprios proprietários, no caso de restaurantes ou hotéis.". 

O Greensavers cita o Mashable numa lista de dicas que podem ajudar os consumidores a "perceber que um determinado comentário ou crítica é verdadeiro ou falso.". Eis a lista das dicas para que não venha a sentir-se enganado: 

  1. O comentador não escreveu nenhuma outra crítica - Há quem ame ou odeie tanto um determinado produto ou serviço que se dá ao trabalho de escrever um único comentário online, dando o seu ponto de vista claramente exagerado. 

  2. O comentador coloca várias críticas com o mesmo tipo de linguagem - Se o comentador colocou 30 críticas, todas com as mesmas palavras ou expressões, então estas são falsas e o comentador preguiçoso ou com falta de tempo.

  3. A linguagem é muito específica - Quando alguém vai ao detalhe de falar no produto X, modelo Y, que tem as funções Z e K, então o mais provável é que esse comentador seja falso. Sobretudo se repetir este tipo de linguagem no texto. 

  4. Demasiado entusiasmo - Ponha-se no lugar de um comentador: foi a um determinado hotel ou restaurante, e saiu de lá satisfeito. Era capaz de seguir imediatamente para o computador e escrever 2.000 caracteres de crítica positiva exacerbada?

  5. Um comentário a um hotel que se centra na família e actividades - Nas brochuras promocionais, os hotéis fazem questão de destacar os seus programas para a família e outras actividades de lazer, mas se uma crítica online incidir nestes tópicos, provavelmente será falsa.

  6. Conheça as pessoas - Muitos dos sites levam os utilizadores para redes sociais ou outros sites. Veja se o comentador tem Facebook ou Twitter. Caso não tenha, desconfie sempre.

4000 Caracteres remanescentes


Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2012 - Criação do GPTIC

Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2012 - Criação do GPTIC

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS A Resolução do Conselho de Ministros n.º 46/2011, de 14 de novembro, constituiu o Grupo de Projeto para as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC),...

Comentários Recentes

Anônimo
1 dia

Estou curioso

JOSE
1 dia 3 horas

PODE A ENTIDADE PATRONAL FASER UM CONTRATO DE trabalho A UM TRABALHADOR QUANDO O MESMO NAO PAGA IMPOSTOS AO ESTADO NEN TEN OS ...

Cristina
1 dia 8 horas

Boa tarde. No caso de um trabalhador com contrato de trabalho de muito custa duração, com duração de 30 dias. No final ...