Fórum

Espaço aberto à discussão
× Utiliza esta área para colocar questões gerais sobre o código do trabalho.

Formações profissionais

08 Mar. 2019 20:39 #20880 por caty ssp
Formações profissionaisfoi criado por caty ssp
Boa noite a todos, a minha questão é a seguinte. Trabalho num colégio privado em Lisboa, e desde que comecei a trabalhar lá, andam constantemente a dizer-nos que somos obrigadas a ir às formações, impostas pela direção!
Formações essas, que são sempre pós laborais e aos sábados!
Gostaria de saber se isto é legal? Formação nos nossos dias de descanso? Ninguém pergunta aos trabalhadores se estão disponíveis para ir?
Em tempos liguei para a ACT a informar me e disseram me que estas formações não são obrigatórias, o trabalhador vai se achar que deve de ir. Mas como as leis estão sempre a mudar resolvi perguntar a vocês...
Obrigada
Cumprimentos.

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

11 Mar. 2019 12:17 #20885 por caty ssp
Respondido por caty ssp no tópico Formações profissionais
Ninguem?

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

11 Mar. 2019 18:08 #20902 por Beatriz Madeira
Respondido por Beatriz Madeira no tópico Formações profissionais
Temos por norma respeitar o que a ACT diz e recomendar a sua consulta em casos de dúvida, uma vez que se trata da entidade reguladora das relações laborais em Portugal.

Em matéria de "formações, impostas pela direção!", temos a dizer o seguinte: o Código do Trabalho em vigor refere-se ao dever (obrigação) do empregador proporcionar um mínimo de 35 horas anuais de formação a "grupos" de 10% dos seus trabalhadores em cada ano civil. Em contrapartida, os trabalhadores têm o dever (obrigação) de atender às formações proporcionadas pelo empregador. Então, o trabalhador que tenha essa possibilidade, deve frequentar um mínimo de 35 horas de formação anual para que haja cumprimento da lei. Quanto a ser pós-laboral e aos sábados, sendo que isto é considerado pós-laboral, o empregador pode utilizar 2 horas diárias para além do horário normal de trabalho para execução das formações, sem que seja obrigado a pagar horas suplementares. Há possibilidade de justificar as ausências na formação, quanto mais não seja com o argumento de "tempo familiar" ou em prol da "conciliação profissional e familiar". Havendo possibilidade, e considerando o que a ACT lhe disse, seria de chegar a um acordo quanto às temáticas, durações e horários mais convenientes para quem vai frequentar a formação.

Informação sobre formação profissional nos artigos 130 a 134 do Código do Trabalho em vigor, aprovado pela Lei 7/2009 de 12 Fevereiro, na redação atual (em sabiasque.pt/codigo-do-trabalho.html ),

Por favor Iniciar sessão ou Criar uma conta para se juntar à conversa.

Desenvolvido por Kunena

De acordo com o Portal do Eleitor: "Portugal é um Estado de direito democrático, baseado na soberania popular, no pluralismo de expressão e organização política democráticas e o...

 

Comentários Recentes

Beatriz Ferreira Picado Mouro
10 horas 15 minutos

queria saber se os medicos passam baixas de dois dias?

Erickson
14 horas 35 minutos

Bom dia, Gostaria de tirar uma dúvida, eu trabalho em um supermercado e uma vez por mês tem inventário geral no setor de m ...

Sofia Sequeira
17 horas 24 minutos

Bom dia, Neste momento, o meu filho menor tem cirurgia marcada por diagnóstico de neoplasia, com previsão de internamento d ...

Jaime David Magalhães Coelho
1 dia 10 horas

A minha pensão costuma ser paga a dia 8 de cada mês. Se apanhar um fim de semana passa para o dia útil seguinte. Como o di ...

Maria Teresa
1 dia 19 horas

Venho por este meio solicitar que me enviem a minuta de proposta de acordo de pré reforma, caso seja possível. Cumprimento ...