Glossário da Sexualidade

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Índice do artigo

E

Educação sexual: Processo de aprendizagem relativo à sexualidade que ocorre ao longo da vida, caracterizado pela forma de transmissão de informações e de valores sobre sexualidade ao indivíduo.

Ejaculação: Emissão de esperma pelo pénis.

Ejaculação feminina: Libertação de um líquido transparente pela uretra durante o orgasmo.

Ejaculação nocturna: Emissão de esperma durante o sono, sem qualquer controlo por parte do rapaz/homem.

Ejaculação precoce: Dificuldade e/ou incapacidade de controlar a ejaculação, sendo que esta acontece, por norma, antes, durante ou poucos segundos depois da penetração.

Ejaculação retardada: Inibição de ejacular durante o coito.

Endométrio: Camada interior do útero composta por tecido esponjoso disposto em diversas camadas onde, ocorrendo uma fertilização, é depositado o óvulo.

Epidídimo: Tubo no interior do escroto que faz a ligação entre os testículos e os canais deferentes, onde os espermatozóides maduros se alojam ganhando capacidade de nadar.

Erecção: Aumento do tamanho e da rigidez do pénis ou do clítoris.

Erotismo: Impulso ou desejo sexual.

Escatologia telefónica: Obtenção de excitação e/ou prazer sexual por falar ao telefone sobre assuntos de índole sexual.

Escroto: Bolsa de pele por baixo do pénis que contém os testículos, o epidídimo e parte dos canais deferentes.

Esmegma: Substância branca, espessa e com cheiro desagradável que pode formar-se entre o prepúcio e a glande do pénis (nos homens) ou nos pequenos lábios, em torno do clítoris (na mulher). Surge se não existirem cuidados de higiene.

Espéculo: Objecto de metal ou plástico utilizado para exames ginecológicos.

Esperma: Líquido esbranquiçado e viscoso produzido no homem, emitido pelo pénis no momento da ejaculação. O esperma é constituído por secreções da próstata, vesículas seminais, glândulas de Cowper e espermatozóides, pelo que, em contacto com a vagina, pode dar origem a uma fecundação/gravidez.

Espermatogénese: Processo de formação de espermatozóides que ocorre dentro dos testículos.

Espermatozóide: Célula sexual masculina, gâmeta masculino ou célula reprodutora masculina. Os espermatozóides começam a ser produzidos nos testículos durante a puberdade por acção de duas hormonas, também responsáveis pela produção de testosterona. O homem produz vários milhões de espermatozóides diariamente, ao contrário das mulheres que já nascem com o número de óvulos que irão libertar durante a sua vida fértil.

Espermicida: Método contraceptivo de utilização vaginal com diferentes apresentações (creme, espuma, gel ou supositórios). Deve ser colocado dentro da vagina, junto do colo do útero antes da relação sexual.

Esterilidade: Incapacidade total e permanente para procriar que pode decorrer de causas naturais ou de decisão da pessoa (vasectomia ou laqueação das trompas de Falópio).

Esterilização: Designação utilizada para designar a intervenção cirúrgica que torna a pessoa incapaz de se reproduzir.

Estrogénios: Grupo de hormonas femininas que influenciam o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários nas mulheres, com um papel importante durante o ciclo menstrual e gravidez.

Excisão: Forma de mutilação genital feminina que envolve a remoção do prepúcio cliotriano, do clítoris e, por vezes, também dos pequenos lábios.

Excitação: Reacção fisiológica ao desejo e à atracção física por outra pessoa, considerada a segunda fase do ciclo de resposta sexual.

Exibicionismo: Comportamento de exibição do corpo, dos órgãos sexuais ou de práticas sexuais com o objectivo de obter prazer sexual.


4000 Caracteres remanescentes


Please publish modules in offcanvas position.