Glossário da Sexualidade - O

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Índice do artigo

O

Órgãos genitais: Conjunto de órgãos no corpo humano que possibilitam a reprodução; aparelho reprodutor.

Órgãos sexuais: Conjunto de órgãos no corpo humano diretamente envolvidos na relação sexual, no coito. Consideram-se o pénis e os testículos os órgãos sexuais masculinos e a vagina e o clítoris os órgãos sexuais femininos. Há correntes teóricas que defendem que o cérebro será o principal órgão sexual, uma vez que ele comanda toda a atividade sexual humana.

Orgasmo: Sensação intensa de prazer que habitualmente ocorre no culminar de uma experiência sexual, seja de relação sexual ou de masturbação, e que é acompanhada de várias reações fisiológicas. No orgasmo dá-se a libertação da energia acumulada ao longo de uma experiência sexual, sendo a mais intensa das fases do ciclo de resposta sexual. No caso de se observar uma inibição do orgasmo, pode ser aconselhável procurar uma terapia sexual para a ultrapassar.

Orientação sexual: Está relacionada com o sexo da pessoa a quem se dirige o desejo sexual. Se a preferência é orientada a pessoas do sexo oposto designa-se heterossexualidade; se a preferência é orientada a pessoas do mesmo sexo designa-se homossexualidade; se a preferência é orientada a pessoas de ambos os sexos, designa-se bissexualidade. O comportamento sexual das pessoas pode variar ao longo da vida, não sendo a preferência ou orientação sexual algo rígido, mas sim algo que pode conter influências biológicas e individuais, mas também familiares, educacionais e sociais.

Ovários:Órgãos que fazem parte do aparelho reprodutor feminino, situados na zona inferior do abdomén, perto da abertura exterior das Trompas de Falópio. Existem dois, um em cada abertura das trompas, e têm duas importantes funções ao nível sexual: 1. secreção de hormonas (estrogénio e progesterona) para a regulação do ciclo menstrual e para o desenvolvimento de caracteres sexuais secundários (exeplo.: crescimento das mamas); 2. produção e libertação de óvulos (células reprodutoras femininas) que, através do processo de fecundação, podem dar origem a uma gravidez.

Ovulação: Processo fisiológico de libertação de um óvulo em cada ciclo menstrual feminino. Podem haver variações na sua frequência (relacionadas com fatores biológicos, psicofisiológicos, de alimentação ou de ansiedade) que podem levar à variação da duração do ciclo menstrual, sendo que a norma será a libertação do óvulo cada 28 dias. A menstruação deverá acontecer 14 dias após a ovulação.

Óvulo: Célula reprodutora feminina também designada por gâmeta feminino que se encontra dentro dos ovários. Quando o óvulo e o espermatozóide se unem dá-se a fecundação, da qual pode ocorrer uma gravidez. Ao contrário do homem, cujos testículos produzem espermatozóides permanentemente, a mulher nasce já com um número superior de óvulos superior ao que irá libertar ao longo da vida. Os óvulos que não sejam libertados ao longo da vida fértil da mulher perdem a sua viabilidade por altura da menopausa. Apenas um óvulo amadurece em cada ciclo menstrual, sendo que, quando ocorre um amadurecimento de dois óvulos, pode ocorrer uma gravidez de gémeos. Após ser libertado, o óvulo segue para as Trompas de Falópio onde permanece cerca de 24 horas, durante as quais pode ser fecundado por um espermatozóide. Se tal não acontece é expelido através da menstruação.

 


4000 Caracteres remanescentes


Please publish modules in offcanvas position.