Bem-vindo, Visitante
Nome de Utilizador Senha: Memorizar

URGENTE DESPEDIMENTO POR ABANDONO DO POSTO DE TRABALHO
(1 a ver) (1) Visitante
Coloca aqui as tuas dúvidas sobre rescisões e celebrações de contratos de trabalho.
  • Página:
  • 1

TÓPICO: URGENTE DESPEDIMENTO POR ABANDONO DO POSTO DE TRABALHO

URGENTE DESPEDIMENTO POR ABANDONO DO POSTO DE TRABALHO 20 Ago. 2014 03:35 #11857

BOA NOITE, Preciso de ajuda urgentemente.
Eu trabalho atraves de uma empresa de trabalho temporario co contrato d trab temporario e desde 25/05 que me encontro de baixa psicologica. As primeiras baixas foram colegas meus quewme fizeram o favor d entregar e sei q tinha 5dias uteis para entregar, mas sempre avisei q estava d baixa e eram entregues dias depois e nunca puseram qualquer problema. Enuqetanto dia 30/07 voltei,1 dia e novamente n estava bem continuei d baixa até hoje q ia entregar, recebo hoje uma carta registrada c rescisao por abandono do posto de trabalho. Eu ligo imediatamente para a ett e pedem para enviar por email coisa que nunca no local d trab disponibilizaram. Agr dizem q vao tentar reverter a situaçao com a empresa ond, trab, mas n me garatem nada.
As minhas duvidas sao, que direitos tenho eu uma veyque tenho provas baixa médica, portanto n é abandono e estautam informados

  • Mensagens:1
  • anaprates
  • Fresh Boarder
  • DESLIGADO
  • Karma: 0

Re: URGENTE DESPEDIMENTO POR ABANDONO DO POSTO DE TRABALHO 29 Set. 2014 15:01 #12110

Cara Ana Prates, boa tarde.

Numa situação como a que descreve, poderá perceber que um dia o empregador "se chateia" e já não está disposto a ter um posto de trabalho "ocupado" por uma pessoa que está de baixa "indefinidamente"... sendo que ele pode comunicar a rescisão contratual desde que cumpra os requisitos legais e que lhe pague o que é devido em tal situação. Não lhe podemos garantir que o empregador quererá mesmo 2reverter" a situação... mas poderá apresentar como prova os sucessivos CIT, comprovativos da baixa médica. Se não correr bem, poderá recorrer à ACT para perceber quais os seus direitos, se fez tudo "como deveria ser" e o que poderá fazer para "reverter" a situação.
  • Página:
  • 1
Tempo para criar a página: 0.19 segundos