Mulheres vítimas de violência - Everyday and Everywhere.

Votos de utilizador:  / 2
FracoBom 

A Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA) apresentou os resultados do maior estudo feito até agora sobre a violência contra as mulheres, revelando a extensão dos abusos sofridos em casa, no trabalho, em público e virtualmente. O relatório expõe a violência contra as mulheres adultas e a violência física e sexual sofrida pelas mulheres na infância. 

O estudo revela que 33% das mulheres dos 28 Estados-Membros da União Europeia (UE) são vítimas de violência física e/ou sexual desde os 15 anos de idade, que 7% das mulheres - cerca de 13 milhões - destes 28 Estados-Membros da UE sofreram violência física e que 1 em cada 20 mulheres - 5% - foi vítima de violação desde os 15 anos de idade. 

O relatório indica que 67% das mulheres vítimas de violência não reportaram o incidente de maior gravidade à polícia ou a uma organização de apoio à vítima, sendo que se evidencia que as mulheres vítimas de violência não chegam a ter contacto com o sistema de justiça ou outros serviços. 

Agencia Direitos Fundamentais Uniao Europeia O inquérito perscrutou, sobretudo, as experiências de violência física, sexual e psicológica - incluindo a violência doméstica - das mulheres, mas também a perseguição e o assédio sexual, assim como o papel das novas tecnologias no abuso de mulheres. O inquérito também se debruçou sobre as experiências de violência na infância. 

Os principais resultados decorrentes das respostas obtidas nos 28 Estados-Membros da UE mostram que:

  • 33% das mulheres - cerca de 62 milhões - sofreram violência física/sexual desde os 15 anos.

  • 22% das mulheres sofreram violência física/sexual por um parceiro.

  • 5% das mulheres foram violadas.

  • 1 em cada 10 mulheres que sofreram violência sexual por desconhecidos, indicam o envolvimento de mais de um autor no incidente de maior gravidade.

  • 43% das mulheres sofreram algum tipo de violência psicológica por um parceiro.

  • A humilhação pública, a proibição de sair de casa, a obrigação de assistir a pornografia e a ameaça de violência são as formas de de violência psicológica mais frequentes.

  • 33% das mulheres têm experiências de violência física ou sexual na infância, às mãos de um adulto.

  • 12% das mulheres tiveram experiências de violência sexual na infância com homens desconhecidos.

  • As formas de abuso sexual na infância tipicamente envolvem um adulto expondo seus órgãos genitais ou o toque nos órgãos genitais ou seios da criança.

  • 18% das mulheres sofreram de perseguição desde os 15 anos de idade.

  • 5% das mulheres - cerca de 9 milhões - sofreram de perseguição nos 12 meses anteriores ao inquérito.

  • 21% das mulheres que sofreram perseguição disseram que esta durou mais de 2 anos.

  • 11% das mulheres foram alvo de avanços inadequados em sites sociais ou por correio eletrónico ou telemóvel (sms) com mensagens de sexo explícito.

  • 20% das mulheres jovens, entre 18 e 29 anos, foram vítimas de assédio virtual (Internet, correio eletrónico e telemóvel).

  • 55% das mulheres sofreram algum tipo de assédio sexual.

  • 32% das mulheres vítimas de assédio sexual identificaram o autor como sendo um chefe, colega ou cliente.

Para este estudo foram entrevistadas mais de 42 mil mulheres nos 28 Estados-Membros da UE, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade no momento da entrevista. Todas as entrevistadas foram selecionadas aleatoriamente e os resultados da pesquisa são representativos tanto a nível da UE como a nível nacional. 

A violência contra as mulheres é uma violação dos direitos fundamentais das mulheres no que diz respeito à dignidade e igualdade. Impõem-se medidas destinadas a combater e prevenir a violência contra as mulheres ao nível da União Europeia e a nível nacional. 

Acesso ao pdfestudo da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia.

Contactos de instituições de apoio, encaminhamento e protecção às vítimas de violência em Portugal.

Fonte e mais informação no site da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA).


Smileys

:confused: :cool: :cry: :laugh: :lol: :normal: :blush: :rolleyes: :sad: :shocked: :sick: :sleeping: :smile: :surprised: :tongue: :unsure: :whistle: :wink: 

Para garantir uma resposta às suas perguntas, utilize preferencialmente o nosso fórum.
Faça login para ver mais rapidamente que o seu comentário foi publicado.
Para sua segurança, não permitimos a inclusão de dados de contacto pessoais nos comentários como endereços de correio eletrónico ou números de telefone. Para contactar outros utilizadores do site, registe-se e estabeleça uma ligação para poderem trocar mensagens.

  4000 caracteres disponíveis

Antispam Actualizar imagem Não é sensível a maiúsculas